CD Furadouro perde mas faz abanar a «fortaleza» Argoncilhe

Por em 09/01/2018

É verdade que ainda falta muito campeonato na Série A da 2ª Distrital de Aveiro, mas a deslocação do CD Furadouro à casa da AD Argoncilhe era decisiva. Os homens de Miguel Sousa perderam por 2-1 com a turma de Santa Maria da Feira mas provavelmente fizeram a melhor exibição desta época.

À partida para esta jornada, o CDF levava 9 pontos de desvantagem em relação ao líder que era precisamente o Argoncilhe e, apesar de ainda não ter sido formalmente anunciado o objetivo da subida, o sonho podia mesmo ser uma realidade.

Mas este Argoncilhe levava 9 vitórias e apenas um empate, um registo impressionante! Inclusivamente, a equipa continua em prova na Taça de Aveiro PECOL e é a única da 2ª Divisão Distrital com esse registo.

A formação da praia ovarense ainda foi a jogo para deixar toda a gente de boca aberta, mas no futebol ganha quem «marca mais e sofre menos.» Foi o que fez o líder do campeonato, colocando o Furadouro a 12 pontos do topo e a precisar de uma recuperação milagrosa.

Miguel Sousa, treinador do Furadouro, teve algumas dores de cabeça para montar o seu onze devido à lesão de muitos dos seus jogadores. Na baliza, a aposta recaiu em Paulinho; o quarteto defensivo contou com dois laterais diferentes em relação à ultima jornada de 2017, com Manu e Dário a renderam Resende e Chico. No eixo defensivo, jogaram Kikas e Teixeira. Já no miolo, atuaram Camião, Foka e Rolas. E o ataque foi entregue a Danny, Vaz e Tiago Marques (que após alguns testes no aquecimento deu o OK para o banco e foi lançado).

Mickael Amaral, técnico do Argoncilhe, apostou de início em Chico na baliza; Jaime, João, Luís e Félix na linha defensiva; Migueis, Gomes e Mário no meio; e Rui Sousa, Russo e Tiago Oliveira no ataque.


Apesar de do lado contrário estar um adversário a ter em conta, os vareiros não se amedrontaram. Aos 2’, Tiago Marques aproveitou um ressalto, ficou na cara do guardião e atirou ao lado, protagonizando uma excelente oportunidade. O avançado não estava à espera e o remate saiu-lhe muito mal.

O jogo estava a ser muito animado, com «bola lá, bola cá», mas o Argoncilhe mostrou eficácia e o porquê de ser o líder. Aos 22’, numa excelente combinação entre Jaime e Mário, o segundo efetuou um cruzamento que foi recebido por Rui Sousa. O argoncilhense não foi nada egoísta e entregou a Russo que disparou para o primeiro golo da partida. Magnífica jogada da equipa do Argoncilhe!

O Furadouro não demorou a responder com um disparo de Vaz para uma defesa pouco ortodoxa (embora eficaz) de Chico. O «Quaresma do Furadouro» ainda voltou a ter outra oportunidade, trabalhou bem no lado direito e optou pelo remate, mas o tiro foi novamente parado por Chico.

O Furadouro continuava a carregar e Vaz voltou a estar em destaque. Após um cruzamento com régua e esquadro para Marques, o ponta de lança cabeceou e o esférico passou a centimetros do poste. Caso para dizer que o jogo dos vareiros tinha «muita parra e pouca uva».

Mas a bola acabaria mesmo por entrar. Foka aproveitou um ressalto na área, rematou e a bola só parou no fundo das redes. Estava feito o tento da igualdade… mais do que merecido!

Na segunda parte, Miguel Sousa lançou novas em armas em campo e apostou em Ratinho e Ruizinho. Ratinho ainda marcaria mas o lance seria anulado: uma decisão que deixa muitas dúvidas.


A equipa de Santa Maria da Feira respondeu através do médio Migueis. Um disparo à entrada da área para por Paulinho que voou e fez uma defesa espetacular.

Mas o golo acabaria por chegar aos 65’, Paulinho ainda defendeu à primeira o cabeceamento de Tiago Oliveira mas, na recarga, não tinha qualquer hipótese. Estava feito o segundo para o Argoncilhe.

A equipa do Furadouro não baixou os braços e continuou a lutar, criando mais duas chances: Ratinho trabalhou bem na esquerda e optou por um cruzamento/remate que foi parado outra vez por Chico; e Tiago Marques ainda tentou a sua sorte aos 83’, mas a bola não queria mesmo entrar.

Joel Magina foi o repórter da AVfm no local. Ouça as entrevistas aos técnicos:

  • Declarações CD Furadouro | Miguel Sousa:

 

  • Declarações AD Argoncilhe | Mickael Amaral:

 

O Furadouro perdeu por 2-1 em Argoncilhe mas saiu de cabeça levantada. A equipa de Miguel Sousa desceu ao 6º lugar, permitindo que o Argoncilhe mantivesse a sua liderança. Os da casa aproveitaram a escorregadela do Arrifanense e ainda aumentaram a diferença pontual para o 2º classificado, o São Roque. Já levam 7 pontos de vantagem!

Na próxima jornada, o Furadouro visita o Fiães B enquanto o Argoncilhe desloca-se ao reduto do União de Lamas B.

 


Foto: Direitos Reservados
Texto: Joel Magina
Áudio: Jaime Valente

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST