«Não temos nenhuma ligação política, cantamos o que sentimos»

Por em 25/04/2018

A «Casa do Povo» prosseguiu, na passada Segunda-feira, a sua atividade cultural. Conduzido pela mão da «Rádio AVfm», este projeto cultural vareiro insiste em manter no edifício histórico que lhe dá nome um conjunto de propostas que passa sobretudo pela divulgação da (boa) música portuguesa.
Em ante-véspera da celebração do 44º. aniversário da «Revolução dos Cravos», subiu ao palco um interessante projeto musical vareiro, com a promessa de proporcionar «uma viagem pelo legado de Zeca Afonso».
Leandro Resende, Rui Santos, Mix Costa e Ruben Almeida são os rostos do «Canto da Liberdade». E as mãos que tocam os instrumentos também…

Apresentaram-se perante uma sala com pouco público, facto ao qual não terá sido estranho tratar-se de uma Segunda-feira. Aplicaram, contudo, a mesma energia e empenho que teriam se a sala estivesse a abarrotar. Sorte a dos presentes, que puderam desfrutar de cerca de 1h30 dum espetáculo bem pensado, executado e; sobretudo sentido.
Com o recurso a instrumentos habitualmente arredados das «Canções de Abril» e com arranjos no mínimo originais, os «Canto da Liberdade» desfilaram saudades musicais duma época tão marcante e importante da história do nosso País.
Pela voz principal de Mix Costa, fizeram saber que «não temos nenhuma ligação política, cantamos o que sentimos».
Surpreendente a mistura do acordeão com o cavaquinho, com o bombo à mistura…

 

A Rádio AVfm fez o registo de todo o concerto, bondade permitida pelos «Canto da Liberdade», que torna possível a todos ouvir agora o Podcast. Basta, para tal, clicar no player multimédia acima!
Há também a possibilidade de assistir ao vídeo do concerto, através deste link.

O próximo espetáculo agendado para a «Casa do Povo» acontece já na próxima Sexta-feira, dia 27 de Abril!

 

 


Fotos: Paulo Melo
Áudio: Jaime Valente
Texto: Jaime Valente

 

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST