AD Ovarense perde frente ao Pampilhosa e complica as contas da manutenção

Por em 17/05/2018

Esta foi uma semana para esquecer para a AD Ovarense!

Primeiro foi o castigo que foi emitido pelo Conselho Disciplinar da AFA pela utilização irregular de David Rocha no confronto contra o SC Paivense. O defesa foi expulso na manhã do dia 28 de Janeiro, no exercício da função de treinador na equipa do Cortegaça e, depois, atuou no jogo da Ovarense contra os de Castelo de Paiva quando não podia. Um castigo que dá derrota nesse confronto onde, até à data, valia um empate a 2-2. Por isso, foi retirado um à Ovarense e o Paivense soma mais 2 pela vitória que garantiu.

Estranho foi o tempo que demorou a sair o castigo: foram quase 4 meses. Ainda para mais, esse mesmo castigo aparece numa altura decisiva na luta pela manutenção. E, apesar do presidente da ADO, Paulo Campino, garantir que os vareiros vão ganhar o recurso do castigo, se tal não acontecer, os cálculos começam a ficar muito difíceis para que a Ovarense fuja à despromoção.

Para além disso, na última jornada do Campeonato Safina, os vareiros receberam o FC Pampilhosa no Marques da Silva e perderam por 3-2. Depois de um primeiro tempo de alto nível, o segundo tempo deitou tudo a perder e o Pampilhosa – que é claramente das turmas com melhor plantel no Safina – conseguiu dar seguimento à boa fase que atravessa no campeonato.


Artur Marques, técnico dos alvinegros, apenas realizou uma alteração em relação às ultimas três partidas. David Rocha deu o lugar a Fábio Pereira. Na baliza atuou Samuel Biscaia; a defesa foi composta por Pablo, Jonas, Pereira e Cocas; o miolo pertenceu a Diogo Russo, Barroqueiro e João Paulo; e o trio de ataque a Tigas, Artur Junior e Wellington.

Nuno Raquete, timoneiro do Pampilhosa, confiou em Júnior na baliza; na defesa jogaram Carela, Samer, Wilson e Alex; o meio campo foi constituído por Cancela, Diego e Chiquinho; na frente alinharam João Dias, Mendes e Lima.

Quem viu a primeira parte da AD Ovarense, certamente não esperava o desfecho final do jogo: foram 45 minutos extraordinários dos vareiros. Mesmo com a contrariedade de, aos 28′, Wellington se ter lesionado (foi lançado Fred), os vareiros assumiram o jogo e acabaram por chegar ao golo aos 36′.

Barroqueiro realizou um passe primordial para a profundidade e Artur Junior ficou cara a cara com o guardião Júnior após ganhar em velocidade aos defesas do Pampilhosa. O avançado da Ovarense colocou a bola no fundo das redes, aproveitou um passe que vale por meio golo e não tremeu para dar a vantagem aos da casa.

O miolo vareiro foi quem mais mostrou qualidade ao longo do primeiro tempo: Diogo Russo já fez esquecer o irreverente Dayo Femi e João Paulo é um médio box to box que tem uma importância enorme na zona intermediária. Por seu turno, para Barroqueiro já nem há palavras porque o capitão voltou a revelar apontamentos brilhantes e confirma-se como um jogadores mais preciosos da Ovarense.

O segundo tempo, mesmo assim, foi muito cinzento. Os vareiros entraram muito apáticos e o tento do empate para os visitantes mostra bem isso: aos 49′, toda a linha defensiva dos vareiros ficou parada e, após diversas falhas de comunicação, Lima fez o empate.

A Ovarense não se encontrava e, aos 72′, sofreu o golo da reviravolta por intermédio de Lima que respondeu da melhor forma a um canto executado por Carela.


Os FANS 1921, apesar da desvantagem, não se calaram um minuto e aos 84′, foram recompensados com o golo do empate. Barroqueiro, de fora de área, disparou um míssil com o pé esquerdo e o remate foi indefensável para o brasileiro Júnior.

Aquele que seria mais um ponto  na luta pela manutenção, só não se confirmou porque, aos 88′, aconteceu o que ninguém esperava. João Dias disparou um remate de pé esquerdo num livre direto e Biscaia, infeliz, ficou muito mal na fotografia. O guarda-redes preparava-se para agarrar a bola e esta passou pelo meio das suas luvas.

A derrota acabou mesmo por acontecer e deixou muitos vareiros a fazer contas para a difícil luta que a Ovarense tem ainda de travar. Os vareiros caíram para lugar de descida e, se o castigo da perda de um ponto for mesmo aplicado aos alvinegros, estes podem ficar 6 pontos abaixo da linha de água.

Joel Magina foi o repórter da Rádio AVfm no local. Ouça as declarações dos técnicos:

  • Declarações AD Ovarense | Artur Marques:

 

  • Declarações FC Pampilhosa | Nuno Raquete:

 

Vem aí a deslocação ao reduto de um rival direto, Carregosense, onde apenas a vitória interessa aos vareiros!

 


Fotos: Joel Magina
Texto: Joel Magina
Áudio: Jaime Valente

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST