Comemorações do 100º aniversário de José Macedo Fragateiro

Por em 19/05/2018

José Macedo Fragateiro nasceu no dia 7 de maio de 1918. Foi um humanista, intelectual e político. Além disso foi um homem de convicções que lutava pelos seus ideais, o que o levou à prisão. Viveu as mudanças que se iniciaram na Europa e em Portugal, nomeadamente o 25 de abril. Apesar de ter nascido no Alentejo, lutou muito pela terra do seu pai, que o recebeu de braços abertos. E foi precisamente em Ovar que deixou a sua marca. O Dr. José Macedo Fragateiro foi um marco na «Escola Secundária José Macedo Fragateiro», antiga «Escola Industrial e Comercial de Ovar», estabelecimento de ensino pelo qual lutou e ajudou no seu desenvolvimento. 100 anos após o seu nascimento, as comemorações em sua honra continuam a ser feitas. Segundo Cecília Oliveira, diretora da Escola, estas celebrações foram «um compromisso há muito por nós assumido» e têm como objetivo «mantê-lo (a José Macedo Fragateiro) vivo na memória da comunidade onde esteve inserido».


Estas celebrações tiveram início no dia 7 de maio e apenas terminaram no dia 18 do mesmo mês.

As comemorações começaram com uma sessão solene. A mesma ficou marcada pelo descerramento do busto do patrono, por uma sessão cultural, que consistiu na atuação do grupo vocal «Canto Décimo» e na encenação e dramatização de um conto do patrono feitas pela professora Clara Carrapatoso e por alunos da escola. Houve ainda a abertura da Exposição de Artes Plásticas de alunos, ex-alunos, professores e ex-professores da Escola. Esta Exposição decorreu até ao último dia destas celebrações.

 

 

Foi ainda dada a palavra a algumas figuras importantes como José Fragateiro, Bruno Oliveira, Salvador Malheiro e Cecília Oliveira.

José Fragateiro, filho do patrono José Macedo Fragateiro, destaca alguns momentos da sua vida e do seu pai. Conta que os seus pais «sofreram na pele o facto de serem perigosos comunistas», no entanto o seu pai era considerado mais perigoso «porque andava sempre com os livros debaixo do braço, gostava muito de ler».

 

 

Bruno Oliveira, presidente da União das Freguesias, numa intervenção breve afirma que é «uma justa e merecida homenagem».

 

 

Salvador Malheiro, presidente da «Câmara Municipal de Ovar», realça no seu discurso que «se hoje somos alguma coisa também isso foi devido à sua luta (do patrono), ao seu trabalho e à sua dedicação. Se hoje sou presidente de câmara eleito pelo povo é porque vivemos em liberdade e José Macedo Fragateiro teve um papel fundamental também nessa luta durante anos e anos».

 

 

Para terminar, Cecília Oliveira, diretora da «Escola Secundária José Macedo Fragateiro», começa o discurso por contextualizar o evento e falar de anteriores homenagens. Destaca a personalidade do patrono, garantindo que «quem se lembra dele, recolheu dele muito do seu ser, da personalidade marcante que ele tinha, a amizade e o carinho que tinha para com as pessoas». Realçou ainda que José Macedo Fragateiro «não nasceu em Ovar mas era um vareiro».

 

 

No da 11 de maio, pelas 21h, houve a atuação da «Banda Filarmónica Ovarense» e, de seguida, uma conversa entre ex-alunos, professores e comunidades em geral sobre o patrono.

Dia 14 de maio, por volta das 18h, o professor Vaz Nunes lançou o seu livro «O Alimentador de Aves».

O último dia, 18 de maio, ficou marcado pela sessão de encerramento com a intervenção de personalidades que conviveram com o Dr. José Macedo Fragateiro, como por exemplo, Alberto Lamy, Padre Bastos, Manuel Freire, Pompílio Souto, Abílio Carrapatoso e comunidade em geral.

As comemorações do 100º aniversário do patrono terminaram com a participação do Grupo de Bandolins de Esmoriz.

Um bem haja a esta grande figura que tanto marcou esta nossa cidade de Ovar!

 


 

Fotos: António Dias
Texto: Catarina Santos
Áudio: Jaime Valente
 

 

 

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST