Diferenças saltaram à vista em cerimónia na junta de Ovar

Por em 01/08/2017

Faz hoje uma semana que se comemorou o dia do município de Ovar. Na data em questão, 25 de julho, a Câmara tem por hábito organizar um programa especial para festejar, e este ano não foi diferente.

Da parte da tarde foi a vez da União de Freguesias (UFO) realizar uma assembleia comemorativa, na junta de freguesia de Ovar, de modo a assinalar os 33 anos da elevação de Ovar a cidade.

A sessão contemplou apenas um momento solene com discursos e também uma homenagem ao Comandante António Borges, da corporação dos Bombeiros Voluntários de Ovar.

Tiveram a palavra representantes dos vários partidos políticos do concelho, sendo que a diversidade de opiniões permitiu vislumbrar diferenças entre alguns dos quadrantes presentes.

A primeira nota de desalinho foi a de Ismael Varanda, do BE, que lamentou o facto de a cerimónia do dia do município, na Câmara, não ser realizada de modo a dar voz a todas as forças políticas.

 

Bruno Oliveira, presidente da UFO, aproveitou a ocasião para, inicialmente, fazer um balanço do trabalho realizado. Houve destaque para atividades e apoios, nomeadamente o programa Farmácias Solidárias, o passeio sénior que levou perto de 430 pessoas a Fátima, o FIMO, o CIRCOOL ou a manutenção de diversos arruamentos.

Porém, e embora fosse «dia de festa», Bruno Oliveira lamentou a «falta de equidade» da CMO em relação à União de Freguesias. Em causa esteve o apoio financeiro extraordinário que previa a atribuição pelo executivo camarário de 50 000€ a cada freguesia. Para o presidente da UFO, o facto de a união conter no seu território 4 freguesias justificava a atribuição de um valor superior, ou seja, de 200 000€.  A verba insere-se no âmbito dos apoios ao investimento, cujo teto máximo foi precisamente de 50 mil por cada freguesia. Esmoriz, Cortegaça, Maceda e Válega receberam esse montante e, segundo Bruno Oliveira, a Ovar, S. João, Arada e S. Vicente apenas couberam 12 500€.

O mesmo lamentou ainda a falta de investimento na rede viária e referiu que nunca chegaram a aparecer os 19 funcionários que estavam previstos para assegurar a limpeza das bermas, valetas e passeios dos cerca de 90km² de área da UFO.

Intervenção de Bruno Oliveira.

Bruno Oliveira – Presidente da UFO

 

A resposta veio logo de seguida na intervenção de Salvador Malheiro, Presidente da CMO. Primeiro dirigiu-se a Ismael Varanda, referindo que o procedimento  – que «não é de agora» – é que as comemorações do 25 de abril sejam organizadas pela assembleia municipal e aí, sim, é dada voz a todos os quadrantes, ao passo que o dia do município é apenas de iniciativa da Câmara.

Sobre o tópico levantado por Bruno Oliveira, Malheiro sublinhou o facto dos 50 000 € se tratarem de uma verba suplementar e que pretende «fazer face a pequenos problemas» ou necessidades de investimento. O autarca referiu que a Câmara transfere anualmente para a União de Freguesias uma verba que ultrapassa os 470 000 €, valor que permite operacionalizar o território, suportar obras de proximidade ou organizar serviços de apoio social.

Intervenção de Salvador Malheiro.

Salvador Malheiro – Presidente da CMO

 

Ouve aqui as restantes intervenções da sessão:

Filipe Marques Gonçalves – CDS

Manuel Duarte – CDU

Américo Oliveira – PSD

António Oliveira – PS

Pedro Braga da Cruz – Presidente da Assembleia Municipal

José Fragateiro – Presidente da Assembleia de Freguesia UFO

 

O momento final ficou reservado para uma homenagem. O Comandante dos Bombeiros Voluntários de Ovar, António Borges, foi reconhecido pela segunda vez nesse dia. Mostrou-se agradecido e com vontade de partilhar as honras.

Intervenção de António Borges.

António Borges – Comandante BVO

 

Vê a fotogaleria completa:

 


Foto: Jaime Valente
Texto: Ricardo Marques


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST