S. Vicente Pereira em arranque sólido a dobrar

Por em 19/09/2017

Domingo foi o dia de estreia da 1ª divisão distrital (antiga 2ª divisão), agora com um novo formato de 18 equipas.  O S. Vicente Pereira estreou-se assim nesta época 2017/2018 e o jogo não podia ter corrido melhor para os vicentinos. 2-0 foi o resultado final, que viu S. Vicente Pereira levar de vencida a Juve Force.

Tarde de sol no campo Dr. Oliveira Santos, com a equipa de casa a atuar com o seguinte onze titular: Resende na baliza, Fonseca, Manu, Xavi e André Costa no eixo defensivo, um trio de meio campo composto por Paivinha, Cláudio e Nélson mais adiantado, e por último mais à frente tinha Pacheco, Joca e Diogo numa posição mais central.

Por seu lado, a Juve Force atuou com Leo na baliza, Diogo Martins, Manuel, Renato e Henrique na defesa, no miolo com Alex, Rui Santana, Brian, Igor e Arthur Pito, e por último, mais isolado na frente, com João Gonçalo, que na segunda parte deslocou-se para uma posição mais central no meio campo.

A primeira parte foi do S. Vicente Pereira, que dispôs de inúmeras oportunidades claras de golo. Pacheco esteve em destaque com duas bolas ao ferro antes de faturar o primeiro golo da partida à meia hora de jogo. O golo surgiu após uma jogada de envolvimento com Nélson que, junto à ala esquerda, tirou um adversário do caminho com uma simulação e cruzou tenso de pé direito para Pacheco, na antecipação ao guarda-redes adversário Leo, fazer um ligeiro desvio de cabeça.

Durante a primeira parte foram sempre os vicentinos a estar mais perto do golo visto que a Juve Force, por força de alguma desorganização, inexperiência de alguns jogadores e a pressão alta do adversário na primeira linha de construção, nunca conseguiu ter grande controlo do que acontecia em campo até o árbitro apitar para o intervalo.

Na segunda parte, António Luís, treinador da Juve Force, fez recuar João Gonçalo e colocou em campo Diogo Reverendo para o lugar de Diogo Martins, equilibrando o meio-campo e o rumo do encontro. A qualidade decresceu, com a disputa física a meio-campo a imperar em toda a segunda parte. Foi apenas aos 30 minutos do segundo tempo, após um arremesso rápido a partir da lateral e alguma indefinição no centro da defesa da Juve Force, que apareceu Litos, no coração da pequena área, a desviar sem hipóteses para Leo. Estava feito o 2-0.

Até ao fim há a registar a primeira e única grande oportunidade da Juve Force, no seguimento de um livre tenso, do lado esquerdo, ao primeiro poste, que viu Resende desviar por cima da trave.

Em reportagem no campo Dr. Oliveira Santos, a AVfm teve Hélder Ferreira. Ouça as declarações pós-jogo com os técnicos das duas equipas:

Entrevista ao Prof. Adriano Machado, treinador do S. Vicente Pereira.

Adriano Machado – Treinador do S. Vicente Pereira

António Luís – Treinador da Juve Force

O resultado final acaba por ser justo, sobretudo pela entrada forte do S. Vicente Pereira na primeira parte, numa partida em que há a destacar também a excelente entrada de Renato pelo S. Vicente Pereira nos segundos 45 minutos, muito boas triangulações ao primeiro toque do meio-campo vicentino – sobretudo na primeira parte -. e por último o trabalho tranquilo da equipa de arbitragem, que esteve sólida no capítulo disciplinar. Pela negativa, a lesão potencialmente grave de Tiago Santos, lateral da Juve Force que entrou na segunda parte.

Veja ainda a fotogaleria da partida:

 


Foto: António Silva
Texto: Hélder Ferreira


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST