Derrota inglória da Ovarense marca arranque de duplo desaire na Liga Feminina

Por em 10/10/2018

Depois de ter deixado água na boca aos adeptos vareiros com a boa prestação na Taça Vítor Hugo, a equipa feminina da AD Ovarense caiu na realidade ao entrar no campeonato da Liga Feminina. Com um orçamento reduzido e sem tantas soluções como a maioria dos adversários, as comandadas de Jorge Maia iniciaram a prova com duas derrotas na Arena de Ovar.

No sábado passado, a Ovarense caiu perante o Carnide BC com um resultado de 62-71. No domingo, contra o CRC Quinta dos Lombos, as alvinegras deram muitas dores de cabeça a uma das melhores formações da Liga mas perderam por 79-86, de forma inglória, após prolongamento.

A primeira parte do encontro foi marcada por uma Ovarense extremamente eficaz. Gabriela Raimundo esteve em grande evidência e assumiu-se como a líder das vareiras; já Erika Williams, a nova coqueluche do plantel, revelou capacidade para lutar debaixo do cesto, mas também para atirar de longe – a poste-extremo norte americana somou 3 triplos no primeiro período e só precisou de 3 lançamentos para o conseguir.

Com naturalidade, a vantagem de 12 pontos ao intervalo (47-35) deixava a Ovarense com boas sensações para o segundo tempo. No entanto, o que se seguiu foi uma recuperação épica da Quinta dos Lombos.

Condicionado pelas opções que lançou a partir do banco (e pelo facto de Ana Raimundo ter ficado tapada por faltas), Jorge Maia foi obrigado a uma gestão criteriosa do seu plantel. Por seu turno, José Leite, técnico visitante, ia apostando sistematicamente nas suas armas: Mackenzie Latt, a poste da equipa, permaneceu todos os 40 minutos dentro da quadra e foi a maior dor de cabeça para as defensoras da Ovarense.

A vantagem das vareiras foi encurtando e, no defecho do tempo regulamentar, apesar da Ovarense ter tido posse de bola para fechar o encontro nos úlltimos 4 segundos, o resultado cifrou-se num 72-72. Seguia-se um prolongamento onde tudo voltava à estaca zero.

A Ovarense até arrancou de forma autoritária, ganhando uma vantagem de 5 pontos graças a um triplo de Raimundo e um duplo de Williams. Mas, naquele que foi um déjà vu dos quatro períodos anteriores, a Quinta dos Lombos correu atrás e ultrapassou mesmo a Ovarense a segundos do fim.

A vantagem de 7 pontos com que as meninas de Carcavelos terminaram a partida (79-86) só aconteceu pelo facto de, no desespero de tentar recuperar a posse de bole nos segundos finais, a Ovarense ter sido faltosa por diversas vezes e ter dado lançamentos livres à Quinta dos Lombos de forma gratuita.

Notava-se a enorme frustação que corria no seio das alvinegras mas, com o buzzer final, a derrota inglória teve mesmo de ser averbada. Assim, e independentemente do facto da Ovarense ter sido a equipa que comandou o marcador durante o grosso da partida e do facto do árbitro, Fábio Ferreira, ter tomado algumas decisões mais ambíguas, há que dar o mérito à formação da Quinta dos Lombos por nunca ter desistido e ter tido calo para ir buscar os 2 pontos a Ovar. As visitantes souberam responder no segundo tempo da partida para empurrarem o jogo para prolongamento e, aí, mesmo tendo entrada com o pé esquerdo, tiveram novamente arte e engenho para ombrear até à vitória com a dura formação vareira.

Pedro Silva foi o repórter da Rádio AVfm na Arena de Ovar. Ouça as declarações dos técnicos:

  • AD Ovarense | Jorge Maia:

 

  • CRC Quinta dos Lombos | José Leite:

 

Jorge Maia não deita a toalha ao chão. Duas derrotas não abalam as intenções da Ovarense nesta Liga Feminina e o «jogo a jogo» das vareiras irá continuar pelas jornadas fora. A Ovarense não tem capacidade para sonhar com altos voos mas, pelo que mostrou nestes dois embates inicias, pode bater o pé a emblemas com outros pergaminhos pelo simples facto de ser uma equipa que nunca vira a cara à luta.

No próximo sábado, a Ovarense jogará na Madeira, frente ao CAB. Essa será a primeira de duas deslocações consecutivas: a Ovarense jogará, a 20 de Outubro, em casa do Vitória SC.

FICHA DE JOGO | AD Ovarense x CRC Quinta dos Lombos | Liga Feminina – 2ª jornada

AD Ovarense: Maria Silva, Gabriela Raimundo, Ana Raimundo, Sofia Pinheiro, Erika Williams
Jogaram ainda: Bárbara Calvinho, Liliana Fernandes, Helena Santos
Suplentes não utilizados: Filipa Liz, Viviana Afonso
Treinador: Jorge Maia

CRC Quinta dos Lombos: Mariana Carvalho, Ana Rodrigues, Mariana Garrido, Sara Guerreiro, Mackenzie Latt
Jogaram ainda: Aurea Cardoso, Helga Gonçalves, Carolina Escórcio, Carolina Cruz, Merissa Quick,
Suplentes não utilizados: Chanaya Pinto
Treinador: José Leite

Resultado final: 79-86
Resultado ao intervalo: 47-35
Parciais: 24-19 | 47-35 | 59-55 | 72-72 | 79-86

MVP Rádio AVfm: Gabriela Raimundo (AD Ovarense)
Embora nos números finais da partida Mackenzie Latt (Quinta dos Lombos) tenha tido dados superiores a Gabriela Raimundo, a camisola 9 da Ovarense foi o motor das vareiras e foi capaz de fazer o seu trabalho e até o da sua irmã, Ana, que não teve tanto tempo de jogo como Jorge Maia desejaria. As suas estatísticas são as melhores da sua equipa na partida e, com 22 pontos, 6 assistências, 11 ressaltos e 2 roubos de bola, quase foi capaz de conduzir as suas colegas a uma vitória sobre o adversário. Não ficou com o triunfo, mas pela grande exibição, fica com o prémio de MVP para a Rádio AVfm. 

 


 

Fotos: Pedro Silva
Texto: Pedro Silva
Áudio: Jaime Valente

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST