Ovarense Gavex vence tranquilamente o Galitos do Barreiro

Por em 31/10/2018

A 4ª Jornada da Liga Placard colocou frente a frente duas formações que já começam a ser velhas conhecidas e que ao longo dos últimos anos têm tido duelos interessantes. Na Arena de Ovar defrontaram-se a Ovarense e o Galitos do Barreiro.

Os vareiros entraram com a corda toda e o primeiro período foi decisivo para o desfecho da partida. Embora tenha havido possibilidades de mudança no marcador, foi a Ovarense quem teve cabeça fria e conseguiu controlar o resultado até ao buzzer final que ditou o 80-69 com que terminou a partida e deixou os dois pontos em casa.

As peripécias da longa viagem e o mau aquecimento foram as razões apresentadas por Daniel Brandão, técnico visitante, para o mau início da sua equipa. No entanto, houve também grande mérito da Ovarense. Os vareiros atacavam de todas as direções e todos os jogadores se movimentavam cheios de energia. Por seu turno, os forasteiros estavam completamente descompensados na sua defensiva, não acertando com as marcações. Para além disso, também no ataque pouco ou nada saia. O resultado desta explosiva combinação foi um período com domínio alvinegro e que terminou com um parcial de 27-9.

A Ovarense registou uma muito grande de ritmo no segundo período e, apesar do inconformismo de Will Perry, as coisas não saíam bem aos da casa. No lado do Galitos, a bola teimava em entrar e Heshmu Evans, jogador que saiu do banco e começou a fazer estragos com os seus ressaltos ofensivos e jogo interior. A vantagem que parecia inalcançável até ao intervalo, esfumou-se rapidamente e chegou mesmo a registar-se um empate entre ambas as formações por duas ocasiões.

Nuno Manarte deve ter demonstrado o seu desagrado no intervalo pois a Ovarense saiu para o terceiro período novamente a imprimir muita velocidade ao seu jogo. Com uma pressão a todo o campo, os forasteiros tiveram grandes dificuldades em continuar com o ritmo demonstrrado no segundo período e o ataque começou novamente a desligar-se.

Quem esteve muito bem nesta fase foi João Fernandes. O gigante transmitiu muita energia à equipa e conquistou 9 pontos nesta fase. No final desse período, a Ovarense Gavex voltou a alargar a diferença para a casa dos 18, com o resultado a cifrar-se nuns 65-47.

Podia esperar-se nova reação forte do Galitos. No entanto, Manarte foi mais cauteloso, fez menos alterações para o derradeiro período e a verdade é que a Ovarense lá conseguiu aguentar a pressão visitante. É verdade que o Galitos esteve muito forte nas tabelas ofensivas e provocou alguns turnovers que deixaram a diferença no marcador em 7 pontos.

Soou o alarme e, com algumas jogadas de belo efeito bem impulsionadas por Will Perry, a Ovarense recuperou a confiança e controlou o jogo até acabar tranquilamente com o resultado num 80-69.

Helder Ferreira foi o repórter da Rádio AVfm na Arena de Ovar. Ouça as declarações dos técnicos:

  • AD Ovarense | Nuno Manarte:

 

  • Galitos FC | Daniel Brandão:

 

Apesar de alguns sustos, a vitória dos anfitriões baseou-se numa excelente eficácia (54,7%) que chegou para compensar o elevado número de turnovers (17) e o elevado número de ressaltos ofensivos que os vareiros permitiram ao Galitos (19).

A Ovarense segue forte na Liga.

FICHA DE JOGO | AD Ovarense Gavex x Galitos FC

AD Ovarense: Will Perry, Khalen Cumberlander, João Grosso, Aleksandar Danilovic, João Fernandes
Jogaram ainda: Pedro Pinto, Cristóvão Cordeiro, Emanuel Sá, Pedro Oliveira, Corcontae DeBerry
Suplentes não utilizados: André Pinto, Rodrigo Soeiro
Treinador: Nuno Manarte

Galitos FC: Malcolm Walters, Diogo Correia, Henrique Piedade, Kenneti Mendes, Evan Maxwell
Jogaram ainda: Heshimu Evans, Daniel Machado, Diogo Ventura
Suplentes não utilizados: Gamil Carvalho, João Ramos
Treinador: Daniel Brandão

Resultado final: 80-69
Resultado ao intervalo:
37-35
Parciais:
27-9; 37-35; 65-47; 80-69

MVP Rádio AVfm: Will Perry (AD Ovarense Gavex)
O MVP do encontro acabou por ser Will Perry (23 pontos, 6 assistências e 3 ressaltos), não só por todos os números que apresentou nas estatísticas finais, mas sobretudo por ter sido uma luz condutora para todos os seus companheiros de equipa, mesmo nos momentos mais difíceis do jogo. O norte-americano foi bem, ainda assim, bem secundado por Danilovic (19 pontos, 6 ressaltos e 4 roubos de bola). 

Galeria de fotos da partida:

 


 

Fotos: Luis Filipe Silva
Texto: Helder Ferreira
Áudio: Jaime Valente
Revisão: Pedro Silva

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST