A Ler É Que A Gente Se Ouve | 9 Mar 2020

Carlos Nuno Oliveira

Programa: A Ler É Que A Gente Se Ouve

De: Carlos Nuno Oliveira

Emissão: 9 Mar 2020

Descrição:
Da autora Teresa Veiga (pseudónimo literário) pouco se sabe, uma vez que não dá entrevistas nem revela a sua verdadeira identidade. Nasceu em Lisboa, em 1945. Licenciou-se em Direito em 1968 e em Filologia Românica em 1980, tendo exercido a actividade de Conservadora do Registo Civil entre 1975 e 1983.

Apesar de ter escrito relativamente pouco, os livros de Teresa Veiga têm sido recebidos com entusiasmo pela crítica literária, que realça “um notável domínio narrativo” e “temas mais interiores [..] intemporais” . A sua produção literária conta com alguns textos dispersos por algumas publicações periódicas, caso das revistas Ficções (nº. 2) e Colóquio-Letras (nº. 143/144).

O seu primeiro livro, Jacobo e outras histórias, foi recomendado para publicação pelo júri do concurso literário do Círculo de Leitores. A atribuição dos galardões Prémio de Ficção do Pen Clube e do Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco da Associação Portuguesa de Escritores, em 1992, pelo livro de contos História da Bela Fria, trouxe-lhe reconhecimento enquanto uma das grandes revelações literárias da década de noventa.

Com o projecto que viria a resultar no seu primeiro romance, A paz doméstica (1999), obteve, em 1998, uma bolsa de criação literária, concedida pelo Ministério da Cultura. Em 2008 foi galardoada pela segunda vez com o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco pela colectânea de contos Uma aventura secreta do Marquês de Bradomín.

A sua obra está representada em algumas antologias de contos nacionais e estrangeiras.



Publicação: Bruna Rodrigues
Foto(s): Direitos reservados




AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST