4 expulsões, muita «fruta» e pouco futebol na derrota do CCR Válega

Por em 17/01/2018

O CCR Válega procurava manter a onda de jogos sem perder na primeira partida do ano de 2018, no Sargaçal. Mas, na verdade, o Macieira de Cambra destronou esse registo e venceu por 2-0.

Um jogo muito pobre e que acabou com 8 jogadores de um lado contra 9 do outro (4 expulsões e um atleta lesionado perto do fim). Por vezes, a confusão gerava a dúvida se esta era mesmo um tarde de domingo com futebol ou combates de pugilismo.

À partida para esta 12ª jornada, os valeguenses e macieirenses ocupavam posições muito semelhantes na tabela classificativa. O Válega estava no oitavo lugar, enquanto o Macieira de Cambra era sétimo. Ambos tinham 13 pontos.

Os vareiros vinham de um empate a zero, em Requeixo. O Macieira de Cambra tinha sofrido uma derrota em casa, com o Pinheirense, por 1-0.

Paulo Gomes, timoneiro dos valeguenses, apostou em Semea na baliza; na defesa, atuou com Nuno Silva, Galogas, Pedro Santos e André Brandão; no miolo, confiou em Américo, Gabi e Miguel Costa; na frente, atuaram Fidalgo e Danin nas alas e o capitão Sérgio Valente no centro do ataque.

Em relação à equipa do Macieira de Cambra, Ricardo Pina confiou em Reis para ser o guardião; o quarteto defensivo foi destinado a David Almeida, Daniel, Pedro Arques e João Silva; o meio campo foi entregue a António, Jorge e André Garcia; Tiago Reis, Paulinho e China formaram o ataque.

O jogo esteve muito «morto» no primeiro tempo. Apenas uma chance junto das balizas, aos 2’, quando Jorge bateu um livre com o seu pé esquerdo e que assustou, apesar de parecer estar controlado pelo guardião Semea.

Muitos passes errados, muitas faltas e muitas paragens: foi este o «pão nosso» da primeira parte.

Aos 30’, Galogas recebeu o vermelho direto dado pelo árbitro, Hélder Resende. Após um corte limpo do central, este deixou a «perninha marota» com o objetivo de acertar no adversário e, mesmo não o tendo conseguido, ficou a intenção. O juiz estava perto do lance e foi pronto na decisão.

Paulo Gomes reajustou a sua linha defensiva retirando de campo o atacante Danin para lançar João Pereira.

Nos quinze minutos finais da primeira parte, o Macieira não ameaçou apesar de estar a jogar com um a mais. O jogo estava feio e cada vez mais aquecia devido à frequência dos choques físicos.

A segunda parte reiniciou com exibições atabalhoadas de parte a parte. O Válega procurava sair rápido para Fidalgo e Sérgio Valente, mas sem sucesso. Por outro lado, o Macieira de Cambra não conseguia assumir as despesas da partida.

Apesar das oportunidades não serem muitas, o golo dos visitantes apareceu aos 76’. A bola foi bombeada para a àrea dos valeguenses a defesa fez um corte defeituoso, aproveitado por André Garcia que fez o primeiro da partida.

O Macieira de Cambra estava a vencer mas quis complicar um pouco as coisas: primeiro David Almeida recebeu o segundo amarelo; e depois Luís Mendes agrediu barbaramente Fidalgo de punho cerrado, o que levou a uma expulsão imediata.

O valeguense Fidalgo foi assistido durante vários minutos para estancar uma hemorragia na face. O atacante não conseguiu reentrar na partida e, assim, o jogo prosseguiu com 9 contra 9.

João Pereira quis responder e também perdeu a cabeça em tempo de compensação. Agrediu China, o que levou a mais um cartão vermelho. Tudo menos futebol nos 10 minutos finais do Sargaçal.

No último lance da partida, o recém entrado Leandro sofreu um penálti cometido por Pedro Santos. O atacante assumiu a responsabilidade e fez o segundo para os macieirenses.

Joel Magina foi o repórter da AVfm no local. Ouças as declarações dos técnicos:

  • Declarações CCR Válega | Paulo Gomes:

 

  • Declarações CDC Macieira Cambra | Ricardo Pina:

 

Jogo muito fraco no Sargaçal, onde perder a cabeça foi moda. No final, Paulo Gomes estava desiludido, não tanto com o resultado mas sim com a atitude dos atletas expulsos. Para a semana, não vai ser fácil para o técnico formar um onze, já que continua com alguns lesionados e juntaram-se agora mais dois castigados.

Apesar de todas as circunstâncias, o Válega apenas foi ultrapassado pelo Estarreja B que, nesta jornada, venceu no Marques da Silva a equipa B da Ovarense. Os donos do Sargaçal desceram ao 9º lugar da Série B da 2ª Distrital. O Macieira de Cambra manteve o 7º posto.

Para a semana, na 13ª jornada, os valeguenses deslocam-se ao reduto do Pinheirense enquanto que a equipa de Vale de Cambra recebe o Beira-Vouga.

 


Fotos:  Melissa Silva
Texto: Joel Magina
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST