CCR Válega deixa fugir vitória saborosa na deslocação a Sanguedo

Por em 06/11/2018

O CCR Válega deslocou-se a Sanguedo na 6ª Jornada da 2ª Divisão Distrital e empatou 1-1, um resultado que cai pior para a turma do Sargaçal. O Válega viu a sua vantagem ser alcançada nos minutos finais e, apesar de ter mostrado um bom futebol (especialmente no segundo tempo) viu uma expulsão de Foka ser crucial para que o Sanguedo chegasse ao empate.

Certo é que a primeira parte que não valeu o preço do bilhete e as duas equipas raramente chegaram com perigo às balizas. Ainda assim, houve um maior domínio dos da casa e o guardião Artur mostrou muita segurança ao indicar que está num bom momento de forma após uma última época em que foi poucas vezes utilizado no CD Furadouro.

O médio Brito, da equipa de Santa Maria da Feira, foi o mais inconformado e por diversas vezes tentou a sua sorte com remates de longa distância. Por seu turno, o Válega apenas realizou um remate à baliza de Roberto: Danin, após uma cavalgada no lado esquerdo, chutou à figura.

A verdade é que o segundo tempo foi muito mais interessante. O Válega entrou com outra atitude e esteve por cima no encontro durante largos minutos. Danin chegaria mesmo ao golo para o Válega após a cobrança de um livre lateral direto.

Após o golo, Paulo Gomes não perdeu tempo e lançou em campo Américo e Sérgio Rato com o objetivo de reforçar o miolo e estancar o jogo ofensivo dos da casa. As substituições do técnico fizeram bem à equipa, com Rendilheiro a ir para uma ala do ataque e a imprimir a velocidade vertiginosa para dar muitas dores de cabeça à defesa da casa.

Quando tudo parecia estar encaminhado para uma vitória do Válega, eis que surpreendentemente Foka foi expulso com o vermelho direto por palavras.  As coisas começaram a ficar mais complicadas para os valeguenses e a turma do Sanguedo colocou mais homens na frente ao optar pelo jogo direto.

Kikas e Lopes estavam a controlar muito bem o jogo aéreo, mas o golo dos da casa acabou por chegar ao minuto 84: o atacante Rui trabalhou muito bem à entrada da àrea e rematou para o fundo da baliza de Artur.

O empate foi um balde de àgua gelada para o Válega, mas quando toda a gente pensava que iriam baixar ainda mais o bloco defensivo, a história foi outra. Foram os homens de Paulo Gomes que tiveram duas claras oportunidades para voltarem ao domínio do marcador, ambas pelo frenético Rendilheiro.

O antigo avançado da AD Ovarense melhorou após a deslocação para a ala do ataque e mais tarde para o eixo ofensivo. Nos instantes finais da partida, ganhou por diversas vezes as costas aos centrais e foi por muito pouco que não foi o herói da tarde.

Joel Magina foi o repórter da Rádio AVfm em campo. Ouça as declarações dos técnicos:

  • CCR Válega | Paulo Gomes:

 

  • ADC Sanguedo | Hugo Sousa:

 

O Válega e o Sanguedo somaram assim um ponto e ambas as equipas chegaram aos 9 na tabela classificativa. A equipa do Sargaçal registou o terceiro encontro sem vencer enquanto que a turma do Sanguedo continua sem ganhar na sua casa, algo que não passou em claro aos adeptos no final da partida.

O CCR Válega desceu ao 8º lugar e espera regressar aos triunfos quando receber, no Sargaçal, o Relâmpago Nogueirense.

FICHA DE JOGO | ADC Sanguedo x CCR Válega | 2ª Divisão AF Aveiro – 6ª jornada

ADC Sanguedo: Roberto, João Carlos, Marco, Gusto (c), Valente, Brito, Mico, Badolas, Pedro, Ruben, Zé
Jogaram ainda: Dinito, Filipe, Rosas, Rui, Martins
Suplentes não utilizados: Xavier, Flávio
Treinador: Hugo Sousa

CCR Válega: Artur, Nuno, Kikas, Lopes (c), Brandão, Foka, Fabinho, Rendilheiro, Filipe, Danin, Tiago Rodrigues.
Jogaram ainda: Dário, Américo, Sérgio Rato, Vaz, Marcelo
Suplentes não utilizados: Couteiro, Vini
Treinador: Paulo Gomes

Resultado final: 1-1
Resultado ao intervalo: 0-0
Marcadores: Danin (54′), Rui (84′)

MVP Rádio AVFM: André Rendilheiro (CCR Válega)
O avançado valeguense deu que fazer durante os 90 minutos e realizou uma exibição ascendente ao longo da partida. No final, após boas jogadas individuais, teve duas oportunidades que poderiam dar 3 pontos à equipa do Válega. O ex-Ovarense que tem sido aposta no miolo do Válega deu mais à equipa quando se adiantou no terreno e, especialmente, quando foi para o centro do ataque e aproveitou a carência de velocidade dos centrais da casa. Teve uma última época em que foi apenas aposta na equipa B vareira, mas nota-se que este ano será uma peça importante no puzzle de Paulo Gomes.

 


 

Fotos: Joel Magina
Texto: Joel Magina
Áudio: Jaime Valente
Revisão: Pedro Silva

 


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST