Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Noticiário

16:00 16:05

Atual

Noticiário

16:00 16:05


Adotar um Animal de Companhia é “conquistar um amor para a vida” e cria a oportunidade para que outro possa sair da rua

Escrito por em 25/08/2022

No último sábado, 20 de agosto, a Esquadra de Ovar da Polícia de Segurança Pública (PSP) assinalou durante a tarde o Dia Internacional do Animal Abandonado, no centro comercial VIDA Ovar.

A ação de sensibilização contou com a presença de voluntários da Associação Protetora dos Animais Domésticos de Ovar (APADO) e do Grupo Operacional Cinotécnico (GOC) daquela força de segurança.

Esta Unidade Especial de Polícia (UEP) dedica-se a treinar cães que auxiliam em diversas tarefas da competência da PSP, tais como a manutenção e reposição da ordem pública, a deteção de substâncias como droga e explosivos e a busca e salvamento de pessoas. A sua presença, com dois cães-polícias, a Moly e o Rex, foi um dos pontos altos da iniciativa, sobretudo quando o último fez uma breve demonstração das suas habilidades!

Os representantes da APADO fizeram-se acompanhar de alguns cães que estão à sua guarda e disponíveis para adoção. Felizes por sair do canil, meigos e com vontade de interagir com pessoas, foram um bom veículo para fazer passar a mensagem de que devemos respeitar os animais e dar a conhecer a associação e o trabalho que desenvolve. Deram e receberam empatia e carinho por parte dos clientes do centro comercial, muito particularmente pelas crianças.

A completar o evento, parte do corredor principal da galeria comercial foi transformada numa exposição de trabalhos previamente realizados por alunos do Agrupamento de Escolas de Ovar, subordinados à temática do abandono e maus-tratos dos animais de companhia.

A Rádio AVfm esteve presente ao longo da tarde. Após assistir às habilidades do Rex e presenciar a entrega de lembranças às crianças que participaram com os seus trabalhos, Jaime Valente esteve à conversa com responsáveis aí presentes:

Vítor Sousa | Chefe do MIPP da Esquadra de Ovar

Vítor Sousa, Chefe do Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade (MIPP) da Esquadra de Ovar, partilhou connosco que os seus animais de companhia são dois cães resgatados. Afirmou que a iniciativa partiu de uma ideia pessoal, alinhada com os valores da instituição, que condena os maus-tratos e abandono e promove a adoção responsável dos animais.

Apelou a quem possa ter conhecimento de casos de abandono ou maus-tratos de animais para que os denuncie diretamente na Esquadra de Ovar ou através do email defesanimal@psp.pt, assegurando que os agentes estão preparados para agir de forma célebre e informar o tribunal desses casos. Qualquer cidadão pode (deve) reportar esse tipo de situações, que serão encaminhadas no âmbito da legislação que as enquadra como crimes públicos, puníveis por lei.

Em jeito de final de conversa, o Chefe Sousa ainda apelou às pessoas para que optem por adotar animais que se encontrem em canis municipais ou associações de proteção, na vez de os comprarem.

Márcia Oliveira | Provedora do Animal

Seguiu-se uma breve entrevista a Márcia Oliveira, Provedora do Animal do Município de Ovar. Quando questionada sobre a realidade de Ovar, afirmou que no concelho existem excelentes associações, instituições, pessoas e voluntários que se importam com a causa e ajudam no resgate, recuperação e adoção dos animais; mas que, em simultâneo, também se verifica uma grande taxa de abandono e maus-tratos.

Partilhou que os animais acorrentados ainda são uma realidade, mantendo a esperança de que a comunidade vá alterando os seus comportamentos e a forma como olha para os animais, passando a tratá-los como membros da família. Márcia Oliveira abordou ainda a importância da esterilização de animais de companhia, prevenindo a sua reprodução descontrolada, que leva a mais abandonos e conduz à sobrepopulação de animais errantes.

Junto da autarquia, a Provedora do Animal já “reclamou” um canil municipal que garanta um centro oficial de recolha de animais; a par de um programa de ajuda às famílias na esterilização dos seus animais de companhia. Afirmou ainda estar a aguardar que a Câmara Municipal implemente o Programa CED – Capturar, Esterilizar e Devolver, que irá possibilitar que gatos, a viver em colónias controladas, não se reproduzam e sejam alimentados e acompanhados por voluntários.

Irene Malheiro | Presidente da APADO

A presidente da APADO, Irene Malheiro foi a nossa última interlocutora. Começou por elogiar este tipo de iniciativas, constatando a importância e o impacto das ações de sensibilização junto das crianças que, desde tenra idade, ganham respeito pelos animais e experienciam o contacto e o afeto com os mesmos, promovendo-se por essa via gerações mais conscientes quanto à causa animal.

A responsável partilhou que a APADO vai acolhendo animais abandonados, com a maioria a necessitar de cuidados veterinários, atingindo a lotação máxima frequentemente. Lamentou que as adoções sejam muitas vezes demoradas, atrasando a libertação de um animal e a recolha de outro.

Com cerca de 2 dezenas de voluntários e mais de 220 animais a seu cuidado, a APADO, enquanto associação, sobrevive de apoios da autarquia, apoio material de entidades patrocinadoras e doações da comunidade. Considerou que a gestão financeira da associação é um grande desafio, tamanha a sua atividade, mas que cada vez mais sente que Ovar está com a APADO.

Havendo pessoas que gostam de animais mas que não reúnem condições para adotar, na APADO é possível apadrinhar um animal. Na prática, é assumido um termo de responsabilidade, que implica o pagamento de 5€ mensais para apoio às despesas, conquistando o direito de visitar o seu “afilhado” sempre que queira ou possa. Poderá mesmo levá-lo a passear fora do abrigo, num dia em família.

Para além do registo áudio das entrevistas, que pode ser acedido clicando nos player’s respetivos, confira instantâneos de alguns momentos da iniciativa, captados para si:

« de 45 »

[give_form id=”81006″]


Fotos: Jaime Valente
Vídeo: Jaime Valente
Aúdio: Jaime Valente
Texto: Irina Silva

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *