Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Atual


“Heptad” é o quinto álbum de originais dos “Albaluna”, pleno de energia histórica

Escrito por em 31/03/2021

Albaluna” é um projeto musical que nasceu em 2010, sendo uma combinação perfeita entre música, poesia e dança. A banda é constituída por seis músicos (Raquel Monteiro, Tiago Santos, Ruben Monteiro, Carla Costa, Christian Marr’s e Dinis Coelho) e dirigida pelo multi-instrumentista e compositor Ruben Monteiro.

Todo o conceito artístico reflete um enorme conhecimento musical, cultural e histórico que, explorados ao limite, levam à composição de temas bem diversificados, mesmo arrojados, com forte inspiração na herança cultural Ibérica e dos povos em redor do Mar Mediterrâneo.

A forte originalidade e a sonoridade ímpar do coletivo deve-se à enorme panóplia e diversidade de origens dos instrumentos usados, que nos levam a percorrer viagens intemporais. Não negando a atualidade, deitam mão da bateria e do baixo elétrico, ao lado de instrumentos com milhares de anos, a maior parte desconhecidos do grande público, como o rubab afegão e as tablas, o baglama e o ney turcos, a sanfona, o riq, a viola medieval e o oud árabe. Pesquisando por estes instrumentos, rapidamente podemos concluir que alguns são originários dos primórdios da humanidade…

Os “Albaluna” encontram na paixão pela História das Civilizações o ponto de partida para uma fundamentada e esclarecida luta contra o preconceito e a intolerância entre culturas, bem recheada de atualidade, com visão futurista e de preservação.

A banda celebrou dez anos de carreira no ano passado, contando já com cinco álbuns na sua discografia: “Alvorada da Lua” (2014), “Nau dos Corvos” (2016), “Amor, Ira & Desgosto” (2019), “Rotas Romani” (2020) e o mais recente “Heptad”, acabado de sair.

O coletivo já alcançou um vasto currículo, mais internacional do que por terras lusas, tendo pisado palcos um pouco por toda a Europa, Marrocos, Índia e China. Em 2012 foram a primeira banda portuguesa destacada no “International Show of The Day” da Balcony TV. Em 2018 foram nomeados para o prémio de música folk do “FolkHerbst”, na Alemanha. Nesse festival, os “Albaluna” foram selecionados como resposta à pergunta: “Que música existe para descobrir em Portugal para além do Fado?”. Já em 2019, representaram Portugal em Macau (China), com um concerto no Centro Cultural de Macau e honrosas participações como músicos solistas na “Orquestra do Festival Internacional de Música de Macau”, dirigida pelo famoso maestro chinês Yan Huichang.

Em 2021 os “Albaluna” procuram levar tudo isto ao main stream, através de “Heptad”, o mais recente disco, com ritmos e melodias que facilmente se entranham nos nossos ouvidos, numa profunda catarse onde a banda propõe uma viagem introspetiva, inspirada pelas antigas culturas da Rota da Seda. Uma obra intensa e livre de barreiras. Histórica e plena de atualidade. Deixamos-vos com o videoclip de “Palimpsestus”, um dos sete temas de “Heptad”. Para ouvir bem alto e sem preconceitos…


Foto: Direitos Reservados
Texto: Daniel Rocha

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *