Regresso às vitórias da Ovarense no Sabseg, à lei da segurança

Por em 06/03/2020

Depois da passagem às meias finais da Taça de Aveiro, os alvi-negros procuravam transportar a boa energia para o Sabseg, na recepção da JD Carregosense. Apesar de ter sido uma exibição intermitente, frente a um adversário bem organizado, a Ovarense acabaria por sair vitoriosa pela boa eficácia e maior domínio das fases mais importantes da partida. No final, Tigas seria o destaque e o mais sorridente de todos, ao alcançar um bis que trouxe os 3 pontos para a sua formação…

Uma tarde de domingo chuvosa criava o receio generalizado das condições do terreno do Marques da Silva, geralmente fustigado sempre nesses cenários. No entanto, apesar dessa condicionante, o terreno portou-se bem e correspondeu positivamente. O apito inicial soou e o esférico rolou naturalmente.

5 minutos antes da hora prevista, estavam ambas as formações a lutar taco a taco pela posição mais favorável perto da área adversária. Logo nos momentos iniciais o carregosense avisou ao que se propunha, ao conduzir a bola ao ferro da baliza de Renato Lopes.

A Ovarense ligou o alarme e desde esse momento procurou sempre comandar as operações do encontro, levando o esférico para junto da grande área dos visitantes.

Foram uns primeiros 45 minutos em que houve mais iniciativa vareira, com o Carregosense a complicar bastante as movimentações dos caseiros, mas sem grande perigo junto de ambas as balizas, apesar de alguma tentativas de finalização. Excepção mesmo no último minuto, em que Tigas apontou o primeiro golo da sua conta pessoal.

Após uma primeira tentativa de Fábio Novo, a bola sobrou na segunda vaga para os pés de Bruno Costa que puxou parta a direita da grande área, cruzando ao segundo poste para Tigas. O avançado apareceu isolado e limitou-se a fazer o mais simples, que foi encostar para a baliza deserta, depois do guardião David falhar a intercepção ao cruzamento.

Saía tranquila para o intervalo, mas com o sinal “laranja” ainda à sua frente…

No início da segunda parte, os comandadas de Tiago Leite voltaram a entrar pressionantes sobre o opositor. Com naturalidade, não tardou muito a mexer-se no marcador.

À passagem do minuto 59′, a partir de um cruzamento da direita que parecia perdido de Rolas, o esférico chegou ao lado esquerdo da área onde apareceu Fábio Novo a segurá-lo e a cruz-lo rasteiro por entre as pernas do defesa. Foi nesse momento que estava, mais uma vez, à espera no centro da área Tigas que, com um ligeiro desvio, colocou-o ao segundo poste, bisando assim na partida.

Com essa vantagem, chegou o momento do controle de jogo pela ADO…

Tiago Leite operou várias alterações após o segundo tento, dentro as quais, Manaca esteve perto do terceiro. Desmarcou-se na frente da linha defensiva, contornou o guardião e já com a baliza descoberta, foi agarrado dentro da área antes do remate final, perdendo-se depois a oportunidade de golo ao rematar de calcanhar contra as pernas do central do Carregosense.

A árbitra Sandra Bastos até tinha estado bem até esse momento, mas avaliou mal o lance e deixou passar em claro uma grande penalidade para o lado da Ovarense.

Mas não terminaria por ai os erros de juízo…

Alguns minutos volvidos, na outra área, ficaria por assinalar igualmente um lance de grande penalidade. Berna, que entrou no decorrer da segunda parte, apareceu já dentro da área com a possibilidade de visar a baliza de Renato Lopes, mas viu o seu remate desviado pela defensiva vareira. No entanto, e apesar de tocar a bola em primeiro lugar, inadvertidamente Berna, no enfiamento do lance, acabou por ser atingido pelos pitões na zona do tornozelo, devendo ter sido assinalado a falta, já dentro da grande área.

Até ao apito final, o resultado não se alteraria, com o Carregosense a carregar com dois avançados, mas a ser os vareiros em transições rápidas nas costas da linha defensiva a criar o maior perigo.

No final, o resultado premiou justamente a formação que maior controlo teve do jog, sobretudo nos momentos mais importantes, e a que apesar de tudo, mais perigo criou. Os técnicos discordavam quanto ao resultado, naturalmente, ficando bem patente isso após o final da partida.

Helder Ferreira no final do encontro, foi recolher as declarações dos intervenientes, começando pelos técnicos Tiago Leite e Luís Martins e ouvindo depois os jogadores Diogo Ventura e Pedro Martins, da AD Ovarense e JD Carregosense respectivamente. Ficam aqui esses momentos:

Declarações AD Ovarense| Tiago Leite
Declarações JD Carregosense | Luís Martins
Declarações AD Ovarense | Diogo Ventura
Declarações JD Carregosense | Pedro Martins

No próximo domingo, a AD Ovarense, já com 4 pontos de vantagem sobre o U. Lamas, desloca-se ao terreno do penúltimo, o SC Paivense, com os olhos postos em mais 3 pontos, mas sabendo que o adversário em casa é bem mais complicado do que a tabela classificativa o traduz.

Ficha de Jogo – 22.ª Jornada- Campeonato Sabseg – AD Ovarense x JD Carregosense

AD Ovarense: Renato Lopes, Samuel, Jonas, Gustavo, Bruninho, Bruno Costa, Tiago Barroqueiro (c), J.P, Rolas, Tigas e Fábio Novo
Suplentes utilizados: Manaca, Ventura e Mustapha
Suplentes não utilizados: Samuel Biscaia, Gabriel, Farias e Luccas Marques
Treinador: Tiago Leite

JD Carregosense: David, Brandão (c), Mendes, João, Relvas, Jorginho, Miguel Ângelo, Martins, Yorn, David Rodrigues e Leonel
Suplentes utilizados: Berna, Rúben e Flecha
Suplentes não utilizados: Xico, Gustavo, Bino e Correia.
Treinador: Luís Martins

Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 2-0

Marcadores: Tigas 44′ e 59′
MVP Rádio AVFM: Tigas (AD Ovarense)


Fotos: Helder Ferreira
Texto: Helder Ferreira
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST