Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Atual


Santa Maria da Feira ainda mais medieval com os “Dias do Burgo” a chegar

Escrito por em 23/03/2021

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira lançou um novo projeto, em parceria com a Empresa Municipal Feira Viva, que pretende transformar a zona histórica do município ao longo de todo o ano, durante os fins-de-semana.

Com início previsto para 10 de junho, Dia de Portugal, o projeto “Dias do Burgo” pretende ocupar o centro histórico de Santa Maria da Feira com momentos e interpretações da História de Portugal, proporcionando experiências mais intimistas e diferenciadoras a toda a comunidade – população local e turistas – através de uma mistura de valores de cultura, entretenimento, história, gastronomia e património material e imaterial.

A autarquia conta com mais de 25 anos de experiência a transformar eventos em memórias, com a realização da Viagem Medieval, capitalizando assim saber na criação de momentos culturais, históricos e de entretenimento únicos.

No Centro histórico, ou no “Burgo da Villa”, será o comércio local a conquistar os visitantes, como anfitriões que já são, com experiência acumulada na arte de bem receber quem lhe queira chegar, adquirida ao longo de largos anos. O Castelo, por sua vez, será o ícone das experiências, convidando o público a assistir a intervenções, animações e visitar o próprio monumento.

A Quinta do Castelo, a Igreja Matriz e o Museu Convento dos Lóios, também serão palcos nos “Dias do Burgo”, onde o tempo irá recuar a cada fim-de-semana.

De forma a proporcionar um ambiente medieval mais realista, a autarquia irá intervir no mobiliário urbano, entre o centro histórico e o castelo, substituindo bancos de jardim, floreiras, iluminação, sinalética e também o Parque Infantil da Quinta do Castelo.

O investimento no primeiro ano deverá rondar os 200 mil euros, podendo estender-se até aos 750 mil euros num período de três anos.
Cerca de 500 mil euros serão destinados às associações, para que estas se adaptem às exigências do projeto, uma vez que, à semelhança da Viagem Medieval, as recriações ficarão a cargo das coletividades do concelho.

A expetativa será que o projeto se torne autossustentável ao fim de três anos, também através do contributo das entradas pagas nos espetáculos que decorrerão no Castelo e na Quinta do Castelo.
Os visitantes residentes no concelho terão entradas gratuitas.

A autarquia convida toda a população a viajar no tempo, a partir de 10 de junho, sendo muito provável encontrar D. Afonso Henriques a cavalgar pelo burgo, ou a Chamoa Gomes a passear pelos jardins do Castelo…


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Irina Silva

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *