Ovarense avança na Liga doente por resultados positivos

Por em 12/03/2019

22 jornadas e 6 meses depois de ter iniciado, a Liga Portuguesa de Basquetebol avança para a sua segunda fase. A Ovarense Gavex tem sido uma das surpresas da prova e confirmou o quarto lugar da primeira metade da época há algumas rondas atrás.

O basquetebol seguro que os comandados de Nuno Manarte têm apresentado deu-lhes (quase sempre) a garantia de que conseguiam bater os seus adversários. De facto, tirando os desaires contra os crónicos candidatos ao título, UD Oliveirense, SL Benfica e FC Porto, a Ovarense chegou à garantia do 4º lugar com apenas mais duas derrotas: nos redutos do Esgueira Basket e do Illiabum.

No entanto, o mês de Março não tem sido positivo em termos de resultados para o conjunto vareiro. Na 19ª jornada, a equipa perdeu na Madeira contra o CAB (82-77) e, mesmo tendo recuperado o rumo na receção ao Imortal (72-67), voltou a sair derrotada na jornada dupla do passado fim-de-semana: contra o Benfica (55-70) em Ovar e contra o Terceira Basket (84-75) nos Açores.

Na génese dos desaires de sexta-feira e domingo poderá ter estado o surto de gastroenterite que afetou o plantel da Ovarense. Segundo um comunicado na página de Facebook do clube, esta contrariedade tornou a semana de trabalhos num «autêntico quebra-cabeças para o técnino Nuno Manarte.» Emanuel Sá, Cristóvão Cordeiro, Alexandar Danilovic, Will Perry, Khalen Cumberlander e até o adjunto dos alvinegros, Manuel Sona, sofreram mazelas da virose e apresentaram-se condicionados nos embates da equipa.

Ainda assim, se há aspetos positivas a tirar destes atribulados últimos dias, um deles é a resposta que a equipa deu contra o Benfica. Mesmo a meio gás, a Ovarense foi capaz de jogar taco a taco perante a armada encarnada e ainda foi a tempo de levar o jogo a um prolongamento. Perdeu, é certo, mas ganhou o coração dos muitos adeptos presentes na Arena e provou que pode mesmo competir contra os melhores.

Algo que, caso a Ovarense pretenda chegar longe na temporada, será obrigatório daqui em diante. Na 2ª fase da Liga, os alvinegros jogarão contra os 6 primeiros da classificação. Assim, todos os desafios que se avizinham são de exigência máxima e contra adversários que não permitirão um dia mau à Ovarense.

Estando já apurada para os playoffs de decisão do título nacional, a Ovarense quererá ter a melhor classificação possível até ao final da fase regular para que a sua caminhada nas eliminatórias se torne mais acessível. Para isso terá de fazer os possíveis para guardar o seu 4º lugar ou tentar roubar uma posição mais favorável aos seus rivais diretos.

No calendário dos vareiros, surgem de pronto confrontos contra FC Porto e Benfica. Duas provas de fogo para que a equipa possoa repetir a receita que aplicou em campo contra o Benfica, na sexta-feira.

O repórter da Rádio AVfm, Pedro Silva, esteve a acompanhar esse jogo e entrevistou ambos os técnicos da partida. Ouça as análises:

  • Declarações AD Ovarense | Nuno Manarte:
  • Declarações SL Benfica | Arturo Álvarez:

Na onda de confrontos entre vareiros e encarnados, os adeptos do basquetebol podem já antecipar as emoções da próxima sexta-feira quando, nos quartos-de-final da Final 8 da Taça de Portugal, Ovarense e Benfica jogarem novamente. Em Portimão, a ADO busca a surpresa e, longe de qualquer virose ou bactéria, poderá já contar com o seu plantel a 100% no sonho do título.


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Pedro Silva
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST