Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Agenda Cultural

21:00 22:00

Atual

Agenda Cultural

21:00 22:00


Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre tragédia ambiental iminente em Maceda

Escrito por em 15/12/2020

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) questionou o Governo, através do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, sobre o recuo da linha de costa em Maceda e o perigo que o avanço do mar representa, na possibilidade de desenterrar o antigo aterro da freguesia do concelho de Ovar.

A subida do nível das águas do mar bastante acentuada nos últimos tempos e a forte erosão costeira que se verificam na zona, ameaçam o local onde se encontra o antigo aterro de Maceda, já selado desde 1998.

O aviso para esta ameaça ambiental tem sido dado por autarcas da região, havendo relatos de que as águas do mar se aproximam perigosamente da zona onde estão selados resíduos que eram recolhidos no concelho vareiro.

A linha da costa entre as zonas de Maceda e Furadouro tem recuado de uma forma acelerada nos últimos anos. Tal fenómeno deve-se ao défice sedimentar provocado por esporões localizados a norte que retêm e concentram areias, reduzindo a reposição sedimentar das praias a sul.
Estas alterações da massa sedimentar e a subida das águas, provocada pelas alterações climáticas, resulta no recuo já referido.

Assim, o avanço do mar coloca em risco o armazenamento de resíduos do antigo aterro de Maceda, o que, a concretizar-se, resultaria num gravíssimo acidente ambiental. Neste contexto, o Grupo Parlamentar do BE quer saber se esta situação está a ser devidamente acompanhada pelas entidades competentes e se há a noção dos riscos reais para o ambiente. Também pretende saber quais as medidas de mitigação e adaptação ao avanço do mar na região, caso existam.

Assim, o Governo, através do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, foi questionado pelo BE com as seguintes perguntas:

  1. Tem o Governo conhecimento da situação aqui exposta?
  2. Nas últimas cinco décadas, qual tem sido o recuo médio anual da linha de costa entre Maceda e o Furadouro?
  3. Tem o Governo conhecimento dos riscos para o armazenamento de resíduos do antigo aterro de Maceda?
    1. Em caso afirmativo, quais são esses riscos?
    2. Quando se prevê que as águas do mar possam alcançar o local do aterro?
  4. Tem o Governo planeadas medidas de mitigação e adaptação ao avanço das águas do mar na região?
    1. Em caso afirmativo, qual é o plano onde se incluem essas medidas?
    2. Que medidas de mitigação e adaptação, em concreto, estão previstas pelo Governo para a região?


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Irina Silva


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *