O melhor momento da época, mais 3 pontos no saco e o SABSEG cada vez mais palpável

Por em 25/03/2019

Foi preciso suar bastante para garantir os 3 pontos, mas a Ovarense conseguiu. Na visita ao reduto do CD Paços de Brandão, em jogo a contar para a 25ª jornada da 1ª Divisão de Aveiro, os comandados de Artur Marques venceram por 1-0 mas apenas garantiram a superioridade no encontro para lá do minuto 70.

O jogo foi disputado com uma intensidade física muito alta e as quesílias entre os intervenientes sucederam-se, principalmente na etapa complementar. Quanto a jogo jogado, e apesar da Ovarense até ter beneficiado do domínio territorial e de posse de bola, os brandoenses é que tiveram o sinal mais nas oportunidades flagrantes. Ainda que carenciados de um ponta de lança por excelência na frente de ataque, a turma de Helder Neto podia ter feito a festa do golo num cabeceamente potente do defesa goleador Carvalho, ainda nos primeiros 45 minutos. A bola, contudo, embateu na trave para desespero da fervorosa assistência local do Estádio Dona Zulmira Sá e Silva.

Com dificuldades para definir no último terço, a Ovarense teve de recorrer ao banco de suplentes para dar uma sapatada na monotonia. Sabry e Pablo foram lançados no decorrer da segunda parte e tiveram o condão de agitar o último terço vareiro, trazendo a velocidade e a criatividade que muitas vezes faltaram.

Contudo, seria do calibrado pé esquerdo do capitão Tiago Barroqueiro que surgiria o momento chave do encontro, aos 73′. O camisola 7 da Ovarense aproveitou uma bola parada para cruzar para a área munido da geometria das grandes assistências e, à distância, viu Jonas aparecer ao segundo poste para dar o toque que desfez o nulo.

O golo até pode ter nascido de uma jogada típica do laboratório de livres dos alvinegros, mas nem a química da bola dentro da baliza livrou a Ovarense da polémica que se seguiu. Furiosos, jogadores, equipa técnica e apoiantes do Paços de Brandão acercaram-se do juíz do encontro, Tiago Santos, e exigiram falta sobre o guarda-redes da casa, Zé Manel. No entanto, se é certo que houve muita confusão na área antes da finalização de Jonas, também é certo que o árbitro estava em cima do lance e concluiu que não houve qualquer irregularidade no mesmo.

No rescaldo, na avaliação dada pelos técnicos ao trabalho do trio de arbitragem, as opiniões de Helder Neto e Artur Marques foram díspares. O treinador local considerou que, tirando o momento que originou o golo da Ovarense, o trabalho do dono do apito foi bem conseguido. Já Artur Marques – que acabou expulso em cima do minuto 90, por protestos – falou de uma gestão de critério mal conseguida por parte de Tiago Santos, mas congratulou-se pelo facto de isso não ter tido influência na vitória da sua equipa.

Ouça a análise dos técnicos, em entrevista a Pedro Silva, no pós-jogo:

  • Declarações CD Paços Brandão | Helder Neto:
  • Declarações AD Ovarense | Artur Marques:

Concluída mais uma etapa com sucesso no objetivo da subida de divisão, a Ovarense beneficiou ainda do deslize do Canedo (4º classificado) em casa do Mosteirô, em Arouca, para ganhar ainda mais balanço na candidatura ao Campeonato SABSEG. Os vareiros continuam a ser os vice-líderes e, com 55 pontos, somam mais 10 que o Mealhada (5º), o primeiro emblema a ocupar lugares fora da zona de subida.

A Ovarense continua a dar aso ao seu melhor momento da temporada e, nos últimos 8 encontros, apenas foi surpeendida na deslocação a Cucujães. A formação vareira é a equipa mais concretizadora da segunda volta de campeonato e, apesar de ter vencido apenas por 1-0 em Paços de Brandão, continua com uma excelente média de 3,1 golos por partida na segunda metade da prova.

Com 27 pontos por disputar, a Ovarense terá ainda 4 deslocação e 5 encontros no Estádio Marques da Silva. Os destaques vão para o sinal mais de dificuldade que a Ovarense poderá encontrar na ida à Mealhada (29ª jornada) e nas receções à ACRD Mosteirô (32ª jornada) e Canedo (34ª jornada). Para já, a equipa alvinegra vira baterias para o encontro do próximo domingo, em casa e perante o Gafanha B.

FICHA DE JOGO | CD Paços Brandão x AD Ovarense | 1ª Divisão AF Aveiro – 25ª Jornada

CD Paços Brandão: Zé Manel, Rúben Silva, FF, Daniel Oliveira, Carvalho, Paulo Candeias, Mota, João Vieira, Gonçalo Freixinho, Diogo Rocha, Justo
Jogaram ainda: Toninho, Elson, Paulo Sá
Suplentes não utilizados: Diogo Pereira, Resende, Paulo Silva
Treinador: Helder Neto

AD Ovarense: Samuel Biscaia, Parreira, Jonas, Fábio Pereira, Cocas, Bruno Costa, João Paulo, Tiago Barroqueiro (c), Filipe Lírio, Tigas, Horácio
Jogaram ainda: Sabry, Pablo, Samuel
Suplentes não utilizados: Nuno Crujeira, Bruninho, Tiago Lopes, Vitinha
Treinador: Artur Marques

Árbitro: Tiago Santos

Resultado final: 0-1
Resultado ao intervalo: 0-0
Marcadores: Jonas (73′)

MVP Rádio AVfm: Tiago Barroqueiro (AD Ovarense)
Atuou durante 89 minutos e provou que os índices físicos que vinha a recuperar desde a lesão estão readquiridos. Para além disso, foi o homem da assistência para o golo e um jogador ativo no meio-campo alvinegro. As operações atacantes passam pelo pé esquerdo do capitão e, mais uma vez, a consistência que revelou dentro de campo foi decisiva para o desfecho final da partida.


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Pedro Silva
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST