Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Agenda Cultural

21:00 22:00

Atual

Agenda Cultural

21:00 22:00


1.ª Divisão Distrital: S. Vicente “candidato” vence o líder; Válega com fantasma da descida cada vez mais visível

Escrito por em 14/04/2024

Jornada 23 de 1.ª Divisão Distrital com muitas emoções à mistura. Na Zona Norte, o S. Vicente Pereira faz um forcing final na luta pela subida de divisão e venceu, em grande estilo, o líder Cucujães (3-1), recuperando terreno no objetivo da temporada. Resultado menos positivo teve o Válega, na Zona Sul, que perdeu na receção ao Valecambrense (1-2) e vê a permanência ser cada vez mais uma miragem.

S. VICENTE PEREIRA DIZ “PRESENTE!”

Um jogo onde era preciso uma afirmação de candidato e o S. Vicente Pereira soube dá-la. Na receção ao líder, AC Cucujães, os vicentinos voltaram às grandes exibições e venceram por 3-1. Alargam, assim, a série de jogos sem perder para 11.

A vitória do conjunto às ordens de David Rocha ficou construída na primeira parte. À meia-hora, o S. Vicente Pereira já vencia por incríveis 3-0, com um bis de Diogo Sá e mais um tento para Luís Pinto. Ainda respondeu Jonathan Oliveira para os cucujanenses, aos 35′. Mas o jogo não mais se alterou.

Ao longo da segunda parte, o S. Vicente Pereira soube manter distâncias e guardou 3 importantes pontos numa jornada com muitos confrontos entre rivais dos Corvos.

Destaque para a vitória do Carregosense sobre o São Roque (2-0) e do Lusitânia de Lourosa B sobre o Relâmpago Nogueirense (3-2). Assim sendo, o S. Vicente Pereira fica a apenas 2 pontos do segundo lugar, mas ainda com o 6.º posto como sua posição.

A classificação não podia estar mais equilibrada. Na perseguição ao líder, Cucujães (48 pontos), estão Relâmpago Nogueirense (42), Carregosense (41), São Roque (41), Lusitânia de Lourosa B (41) e S. Vicente Pereira (40).

Na próxima jornada, o S. Vicente Pereira visita o reduto do Paivense com a vitória como único objetivo. Na mesma ronda em que o Relâmpago Nogueirense recebe o Nogueira da Regedoura, o Carregosense viaja à casa do Arrifanense, o Lusitânia de Lourosa B vai a Sanguedo e, em jogo de cartaz, o São Roque recebe o Cucujães.

VÁLEGA PERDE E MANUTENÇÃO COMEÇA A FUGIR DE MÃO

Em casa, diante do Valecambrense, o Válega voltou a marcar passo na Zona Sul da 1.ª Divisão Distrital. Os valeguenses foram derrotados por 1-2, Rui Faria marcou o único golo do emblema de Ovar, aos 80′.

Um resultado que aumenta para 5 o número de derrotas consecutivas do Válega, deixando a descida de divisão cada vez mais uma realidade. O emblema do Sargaçal é o último da classificação a Sul, com 16 pontos e, com 9 pontos em disputa até ao fecho do campeonato, não tem qualquer margem de erro.

O Válega precisa de vencer todos os seus jogos e mesmo assim esperar que a conjugação de resultados até ao fim da época lhe seja favorável. Atualmente, os valeguenses somam 16 pontos, atrás de Santo André (18), Vila Nova de Monsarros (21) e Bustos (25).

Sendo necessário vencer sempre e ver o Bustos perder sempre para igualar os seus 25 pontos – recorde-se que o Válega tem vantagem no confronto direto sobre o Bustos -, o cenário de permanência direta é virtualmente impossível. Assim, o Válega deve agora virar as suas baterias para o 12.º lugar, o do Vila Nova de Monsarros.

A equipa de Anadia está numa posição de “limbo”, pois o pior dos 12.ºs (das Zonas Norte e Sul) descerá à 2.ª Divisão Distrital. A Norte, o Macieirense (12.º) soma atualmente 20 pontos, pelo que, se o campeonato terminasse neste momento, o Vila Nova de Monsarros ficaria com a manutenção.

O objetivo do Válega é lutar pelo 12.º lugar e esperar que, no fecho da matemática, faça mais pontos que o seu homólogo da Zona Norte. Para isso, só a vitória interessa na próxima jornada, quando o Válega visitar precisamente o reduto do Vila Nova de Monsarros.

[give_form id=”81006″]


Imagem: Direitos Reservados
Texto: Pedro Silva


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *