Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Noticiário

16:00 16:05

Atual

Noticiário

16:00 16:05


Desde 2013 que não se faziam tantas cirurgias no Hospital de Ovar

Escrito por em 28/01/2022

O Hospital Dr. Francisco Zagalo de Ovar (HFZ), ao longo de 2021, acumulou o maior número de cirurgias concretizadas desde 2013. Pelo bloco operatório terão passado cerca de 1.600 intervenções.

Para o Presidente do Conselho Diretivo do Hospital de Ovar, Luís Miguel Ferreira, os números agora apresentados representam o trabalho e dedicação de todos os profissionais da unidade hospitalar.

Recordou que, para combater o tempo de espera dos utentes inscritos para cirurgia, agravado pelas condicionantes da pandemia Covid-19, devido à suspensão dos casos não urgentes; foi alargado o funcionamento do bloco operatório para o fim de semana, tendo-se avançado com atos médicos nas especialidades de urologia, ortopedia, otorrinolaringologia, cirurgia geral e oftalmologia.

Estamos a falar de um ano muito difícil em que o Governo aprovou novas condições para a recuperação de listas de espera, tendo o nosso hospital correspondido com produção adicional que permitiu, assim, aumentar a nossa capacidade de resposta e elevar os nossos resultados

acrescentou o responsável

Os dados agora conhecidos adiantam que a cirurgia de ambulatório representou 81% de toda a atividade cirúrgica, coincidindo também com a maior taxa conseguida desde 2013.

Para o diretor, a leitura dos dados resulta em duas ilações. A primeira é que o Hospital de Ovar está alinhando com os objetivos do Serviço Nacional de Saúde (SNS), no sentido de aumentar a sua produção e conseguir responder às necessidades dos utentes; a segunda é que a unidade hospitalar está a estabilizar o seu perfil que, cada vez mais, se foca no ambulatório, defendendo uma política de proximidade na sua resposta de serviços de saúde.

Com a obra de reabilitação e ampliação do bloco operatório – um sonho antigo da instituição – teremos ainda melhores condições para desempenhar a nossa atividade assistencial

antevê Luís Miguel Ferreira

Relacionado:


Está em curso o concurso público para as obras de requalificação e ampliação do Bloco Operatório daquela unidade hospitalar. A empreitada prevê um investimento de 3,3 Milhões de €uros, com cofinanciamento de 2,5 milhões de apoios comunitários.

Espera-se que o novo espaço esteja funcional no final do primeiro semestre de 2023, altura em que se poderá avançar para as operações aos primeiros doentes.

[give_form id=”81006″]


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Irina Silva

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *