Exibição cinzenta no segundo tempo, acaba no desaire do SC Esmoriz com o U. Lamas

Por em 12/11/2019

Vários eram os motivos que atrairam os adeptos para o Estádio da Barrinha, à entrada da Jornada 10 do Sabseg. De ambos os lados da barricada estavam o terceiro e quarto classificados, o CF U. Lamas e o SC Esmoriz, respectivamente; a história ditava um empate técnico entre ambos, com 5 vitórias para cada lado e 4 empates; apenas 3 pontos separavam as equipas, pelo que a vitória do Esmoriz ditava a colagem na tabela; O Esmoriz vinha de uma sequência positiva de 3 vitórias consecutivas, enquanto que os lamacenses tinham vencido 7 jogos em 9, perdendo apenas para as equipas do nosso concelho; e as bancadas estavam divididas no apoio acérrimo às formações. Com tantos factores em jogo, acabou por ser uma segunda parte sem brilho e uma desatenção defensiva que deram a vitória por 0-1 aos visitantes…

Duas equipas em períodos de maturação bem positivos no Sabseg, deixava antever um confronto interessante e reforçado na disputa pelo terceiro lugar. E foi exactamente isso que aconteceu, sobretudo na primeira metade da primeira parte no Estádio da Barrinha.

Se o tapete do espectáculo podia condicionar a prática de um futebol rendilhado, a verdade é que o espírito de entrega das equipas compensou em parte, com disputas intensas pela posse de bola.

Ainda assim, o primeiro aviso saiu do ataque do Lamas, com a bola a ser jogada na frente de ataque para a isolação de Joca, com o avançado a perder uma excelente oportunidade de golo para uma, não menos excelente, intervenção de Marco Sá. O guardião, bem à sua imagem, saiu para a entrada da grande área e, com a perna esquerda bem esticada, impediu a ultrapassagem do avançado lamacense.

Estava feito um dos poucos verdadeiros avisos, para qualquer das balizas, mas não tardaria a resposta do esmoriz…

À passagem da metade do primeiro tempo seria a vez da equipa da Barrinha dar um sério aviso para a baliza defendida por Xavi. Bola cruzada para o coração da área, com o capitão Joel a fazer o corte e a sair magoado do lance, mas com uma segunda vaga demolidora que só pecou pela finalização. Lucas Lima e Jean Almeida em combinações repentinas ao primeiro toque, furaram pelo centro da defesa até Jean ter nos pés a bola, e cara-a-cara o guardião, rematando para uma boa intervenção do guardião do Lamas. O goleador do campeonato teve tudo nos seus pés para fazer bem melhor, mas permitiu a boa oposição do guarda-redes.

Depois desse momento de perigo, o jogo decorreria até ao intervalo com disputas intensas no meio campo, algumas aproximações, de parte a parte, às áreas, mas sem verdadeiras ocasiões de golo.

A seguir ao descanso, o Esmoriz entrou irreconhecível para a segunda parte. Verdade seja dita que a entrega sempre esteve presente, mas a capacidade de se aproximar da área adversária praticamente desapareceu, só reaparecendo já na recta final da partida.

Foi nesse período que o União, apesar de não criar grande perigo para a baliza, teve maior capacidade de controlo do jogo. Sem um caudal ofensivo elevado, aproximaram-se do meio campo ofensivo e foram dominando qualquer tentativa de saída em transicção rápida dos esmorizenses.

Num encontro em que escassearam as oportunidades de golo, não poderia deixar de ser de uma bola parada e desatenção da defesa esmorizense que nasceu o único golo da partida.

Livre sobre o lado esquerdo, à entrada do meio campo ofensivo, originou um cruzamento puxado ao segundo poste, onde apareceu completamente solto de marcação Kaou que, num carrinho esforçado, conseguiu cruzar para o segundo poste. Nesse preciso momento, surgiu Balla, também ele liberto de marcação, a fazer o mais fácil e a tocar no esférico para dentro da baliza, perante a impotência de Marco Sá que estava desamparado. Ficou toda a equipa a pedir o fora-de-jogo de Kaou, em vez de tentar compensar a falha inicial.

Com o ascendente no marcador, foi fácil para os forasteiros salvaguardar a sua vantagem, caindo o jogo num patamar ainda mais físico e pouco consequente.

O SCE bem tentou ainda carregar nos momentos finais, sobretudo depois de algumas substituições nas alas, contudo pouco criou e a única jogada de maior perigo terminou com um coro de protestos na bancada a pedir grande penalidade por mão na bola de António. No entanto, parece-nos que esteve bem Daniel Cardoso a juízar o lance ao nada assinalar, dado que apesar de bater no braço, esteve estava junto do corpo do jogador do Lamas.

Soava o apito final do encontro, com os 3 pontos a ficar do lado do U. Lamas, e o Esmoriz não só a distanciar-se do terceiro lugar, como a perder a quarta posição para o Cesarense que havia vencido na deslocação a Avanca.

Com um jogo sem grandes oportunidades, em que facilmente se aceitaria a divisão dos pontos, acabou por serem os visitante premiados por um segundo tempo mais maduro e pelo aproveitamento astuto de uma bola parada.

Ouça a entrevista de Miguel Correia a reconhecer o segundo tempo mais apagado do Esmoriz, e de Ricardo Nascimento, satisfeito com a vitória do Lamas num confronto difícil, nas declarações captadas pelo nosso repórter, Helder Ferreira:

Declarações SC Esmoriz | Miguel Correia
Declarações CF U. Lamas | Ricardo Nascimento

No próximo fim-de-semana, o SC Esmoriz muda a sua agulha para uma diferente competição, a Taça de Aveiro, que inicia as suas primeiras eliminatórias. Os Esmorizenses vão receber em casa o Arrifanense, clube que ocupa a modesta 15.ª posição na 1.ª Divisão Distrital, num confronto em que serão os claros favoritos.

FICHA DE JOGO | Campeonato SABSEG – Jornada 10 | SC Esmoriz x CF U. Lamas

SC Esmoriz: Marco Sá, Nuno Rio, Marco Santos, Daniel Oliveira, João Valente, Ramos, Dany Pereira (c), Lucas Lima, André Pinhal, Gabi e Jean Almeida.
Suplentes utilizados: Luís Machado, Drula e Bruno Sousa.
Suplentes: Joel Borges, Paulo Cruz, Dinis Miranda e Ricardo.
Treinador: Miguel Correia

CF U. Lamas: Xavi Ferreira, António, Joel (c), Davi Gomes, Sanguedo, Grando, Diogo Almeida, Belinha, Kaou, Balla e Joca.
Suplentes utilizados: Souza, Mário e Nelinho.
Suplentes: Ayoub, Corneliu Babian e Vitinha.
Treinador: Ricardo Nascimento

Resultado final: 0-1
Resultado ao intervalo: 0-0
Marcador: Balla (54′)

MVP Rádio AVfm: Balla (CF U. Lamas)


Fotos: Helder Ferreira
Texto: Helder Ferreira
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST