Uma época de reaproximação: Ovar é (novamente) Ovarense

Por em 30/05/2019

A Ovarense fechou a sua época desportiva numa tarde de festa e consagração, algumas despedidas e excelente futebol. Na receção ao Canedo, naquela que foi a última jornada da 1ª Divisão da AF Aveiro, os vareiros jogaram de forma descomplexada (o 2º lugar da tabela estava assegurado) e levantaram o Marques da Silva com uma vitória de 3-1 sobre um dos melhores conjuntos do campeonato.

Tigas foi herói ao apontar um bis e, pelo meio, Horácio também fez o gosto ao pé. No entanto, nesta que foi uma partida em que Artur Marques voltou a mexer no figurino habitual do seu onze, as exibições de Bruno Costa, Vitinha e Pablo (este vindo do banco) também deram nas vistas e encheram as medidas a uma bancada que se mostrou satisfeita pela época que agora termina.

Pedro Silva foi o repórter da Rádio AVfm no Estádio Marques da Silva. Ouça as declarações dos técnicos:

  • Declarações AD Ovarense | Artur Marques:
  • Declarações Canedo FC | José Neves:

Mais do que no futebol jogado, o dia serviu para fechar com chave de ouro um ano de sucesso para a Ovarense. Acima de tudo, e apesar de alguma turbulência nos planos diretivo e financeiro, a equipa senior masculina conseguiu atingir o objetivo a que se propôs no início da temporada e alcançou a subida de divisão ao principal escalão aveirense. Foi ainda o melhor ataque da prova e protagonizou uma reta final de campeonato quase imaculada, vencendo 11 dos 12 jogos que realizou entre o início de Março e o fim de Maio.

No entanto, nem só nos mais velhos a Ovarense tem dado cartas. No que diz respeito à formação e ao futebol feminino, o clube já festejou e pode ainda chegar mais longe.

Que o digam os Benjamins A alvinegros, que foram vencedores da sua Série e, por isso mesmo, receberam uma enorme homenagem no relvado, no intervalo do desafio de ontem. António Godinho, presidente da Ovarense, e Samuel Biscaia, guarda-redes dos seniores, entregaram as faixas e taça aos jovens craques e, na sequência, não podia faltar a volta olímpica ao estádio e os gritos de vitória dos Fans 1921 e de uma assistência repleta de pais, familiares e simpatizantes.

Quanto ao futebol feminino, a perspetiva é de mais uma época incrível a todos os níveis. Depois de uma suada (mas saborosa) manutenção, em ano de estreia na Liga BPI, a equipa senior da Ovarense pode ainda vencer a sua primeira Taça de Aveiro e é super favorita no jogo do próximo domingo, perante o Cucujães.

Por seu turno, a equipa de Sub-19 está prestes a revalidar o título de Campeã Distrital e, para isso, só precisa de ultrapassar o 2º classificado, Murtoense, no jogo que opõe os dois conjuntos no próximo sábado. A Ovarense pode ainda ganhar a Taça de Aveiro do escalão e está já apurada para a final depois de ter ultrapassado com um autoritário 6-1 a equipa do (adivinhem lá) Murtoense.

Tudo somado, a potência Ovarense parece estar outra vez na mó de cima, em ascensão e a regressar aos velhos momentos de glória. O caminho faz-se caminhando, mas a dinâmica que tem sido implementada no clube – até mesmo na criação de eventos extra-futebol, seguindo o bom exemplo do S. Vicente Pereira – tem sido benéfica para a aproximação do símbolo ADO com uma cidade de Ovar que começa a readquirir o orgulho pelo seu desporto.

É certo que esta é uma jornada que tem de ser sustentada e pensada a longo prazo: pelo caminho, os nomes vão passar, mas a Ovarense tem de ficar. É verdade que o final de época assinala também a despedida de alguns símbolos que marcaram um ciclo no clube (Artur Marques à cabeça, que fez o último jogo como treinador da equipa), mas se o bom trabalho que foi feito anteriormente for aproveitado e tiver uma sequência de evolução, o futuro da Ovarense só pode ser auspicioso.

Ovar é Ovarense. Nunca deixou de o ser, mas de agora em diante precisa de o ser mais do que nunca.

Galeria de fotos:

« 1 de 72 »


Fotos: António Silva
Texto: Pedro Silva
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST