Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Alma Lusitana

13:05 14:00

Atual

Alma Lusitana

13:05 14:00


Base de Maceda abre as portas à comunidade a 16 de Julho

Escrito por em 14/07/2023

A Base de Maceda – Aeródromo de Manobra Nº1 (AM1), futuramente Base Aérea Nº8, no concelho de Ovar, abre as suas portas ao público de forma gratuita, neste domingo, dia 16 de julho.
O Dia da Base Aberta convida toda a população a visitar e a conhecer as instalações, missões e equipamentos do espaço militar.

Inserido nas comemorações dos 71 Anos da Força Aérea, o dia será preenchido com um programa diversificado, do qual se destacam a exposição de aeronaves, batismo de voo, simuladores de voo, óculos de realidade virtual, exposição de Automóveis Clássicos, atividade Airsoft, insufláveis, entre outras atividades que prometem agradar os visitantes.

Decorrerá também uma campanha de angariação de apoios para o Centro Comunitário de Esmoriz, com o principal propósito de adquirir produtos alimentares e de higiene para as famílias que apoiam. Esta campanha de doações é efetuada através da inscrição para o sorteio dos Batismos de Voo, entre as 10h e as 13h30.

A Base de Maceda partilha algumas informações úteis, como a entrada gratuita no recinto ser efetuada pela Porta de Armas alternativa, a partir das 10h00; os menores estarem acompanhados por um adulto responsável e o facto de ser proibido a entrada a animais de estimação.

A organização também partilha que pessoas com mobilidade reduzida têm acesso prioritário; é permitido o estacionamento no interior da unidade; e estará disponível o acesso a WC’s, Serviço de Restauração e Insufláveis para os mais novos.

Para este Dia de Base Aberta, a Força Aérea aconselha ainda a utilizar protetor solar, chapéu, calçado e roupa confortável; fazer-se acompanhar de uma mochila com bens essenciais; a ter em atenção a hidratação; e, para os fumadores, fumar apenas nos locais indicados.

Aeródromo de Manobra Nº 1 (AM1)

A Base de Maceda tem como principal função garantir a prontidão das unidades aéreas e o apoio logístico-administrativo, assim como a segurança interna e a defesa imediata. Outras das suas competências são apoiar logística e administrativamente o Centro Treino Cinotécnico e a Delegação Norte do Centro de Recrutamento.

A Base teve uma construção realizada por fases, tendo início em 1957 e só concluída em 1966. Inicialmente, a infraestrutura tinha como objetivo facilitar o estacionamento e apoio a aviões de Patrulhamento Marítimo da NATO, em caso de guerra.

Desde 1986, tem a missão de formar equipas cinotécnicas (binómio humano/animal) e manter, em permanência, uma equipa de demonstração apta a divulgar o trabalho com cães militares. Quando o Centro de Treino Cinotécnico da Força Aérea realizou 25 anos de existência, já era responsável pela formação de mais de 1.500 militares entre Treinadores, Monitores e Instrutores bem como de igual número de cães militares.

Maceda, desde 2004, também acolhe o Centro de Divulgação da Defesa Nacional, que recebe centenas de jovens da zona Norte do país, estabelecendo o primeiro contacto com a realidade da Defesa Nacional, das Forças Armadas Portuguesas e da Força Aérea em particular. Em 2005 passaria também a disponibilizar um polo do Museu do Ar, com um espólio apreciável composto por diversas aeronaves, veículos de apoio e equipamentos.

O AM1 também recebe militares para realizar formações e missões de treino. No que corresponde ao apoio a missões de interesse público, a Base de Maceda acolhe, há vários anos, o destacamento permanente de um AW119MKII “Koala” da Esquadra 552 da BA11, para busca e salvamento na zona Norte do país, servindo também de base a meios aéreos de combate a incêndios florestais. Da mesma forma, tem apoiado missões de transporte de equipas médicas de recolha de órgãos para transplantes urgentes na zona Norte do país.

[give_form id=”81006″]


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Raquel Monteiro

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *