Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Alegria de Viver

18:00 19:00

Atual

Alegria de Viver

18:00 19:00


S. Pedro, Lika e Best Youth encerraram o Ovar Expande’23 numa noite em que se ouviu música de pé

Escrito por em 24/10/2023

E a abrir as hostes, no último dia da 4ª edição do Ovar Expande, tivemos S. Pedro que, por coincidência ou não, fez parar a chuva que se fazia sentir na cidade.  A Sala Expande não estava “Sem ninguém”, muito pelo contrário, encheu-se de público.

Pedro Pode é carismático e difícil de o arrumar em “caixinhas”, isto é, não se pode na verdade catalogar a sua música pois, para os amantes da música Pop, Pedro estará provavelmente mais para música alternativa do que a música pop estará para ele.

À espera, estava um público ávido de boa música. Os lugares sentados estavam lotados, e muitos ficaram de pé. Não foi um problema, e nem foi preciso muito tempo para que as pessoas abandonassem as suas cadeiras para dançar e cantar!

Apraz-me dizer que foi um ótimo começo e, a sonoridade de Pedro é tão orelhuda e ritmada, que não é “Tão difícil” querer dançar até o dia nascer, para ir “Apanhar Sol”.

Entrevista a S. Pedro

Depois, a Lika. E o que dizer sobre este belíssimo ser humano. Este artigo não conterá todas as palavras necessárias para descrever a beleza desta compositora, mas prometo tentar resumir com as palavras certas, a minha opinião sobre o seu concerto. Lika, para quem não sabe, é cazaquistanesa e, após ter vivido em vários países, escolheu Portugal como a sua casa, ou, dito pelas suas palavras, foi antes Portugal que a escolheu a ela.

Lika apresentou no Ovar Expande, as músicas que compõem os seu Álbum “Back to Zero”. Sem a sua banda, chegou, de guitarras e voz em riste, e encheu o palco da Sala Galeria.

Ela gosta de se prolongar nos silêncios, e foi bonito ouvir esse silêncio a ecoar na sala e a contagiar o público que a contemplava e disfrutava. A “Música da Barragem”, lançada este ano, foi cantada na nossa língua que, também, já é a dela.

Entrevista a Lika

Para encerrar a última noite de concertos, os Best Youth! O Ed e a Catarina são amigos de longa data, e é notória a bonita cumplicidade que têm em palco e, a plateia, deslumbrou-se com esse quadro. A Sala Expande manteve-se esgotada e, quando a Catarina convidou o público a levantar-se, este acedeu.

O encore, que seria apenas de mais uma música, multiplicou-se por três ou quatro, e o público, ainda assim, achou que terminaram cedo demais.

Foi num ambiente de cumplicidade, amizade e nostalgia, que se encerrou a 4ª edição do Ovar Expande.

Entrevista a Best Youth

Uma noite memorável! Aliás, todas as noites memoráveis!

Para finalizar, ocorre-me dizer: viva a Cultura! Viva a música Portuguesa! E um grande viva a toda a organização do Ovar Cultura, por nos dar a oportunidade de ver artistas desta dimensão na nossa cidade, por termos opções musicais mais alternativas.
Porque a cultura não se faz só nas grandes cidades. Mas uma boa agenda cultural, torna grande qualquer cidade.

Bem hajam, S.Pedro, Lika e Best Youth, pela generosidade da partilha da sua arte.
Bem hajam a todos os que passaram pela Escola, mostrando o que de melhor têm na sua Arte e no seu Ofício.

Ouça as conversas com os artistas clicando nos respetivos players e confira alguns momentos da última noite do Ovar Expande’23, pelas lentes de Francisco Valente e António Dias:

« de 119 »

[give_form id=”81006″]


Fotos: Francisco Valente e António Dias
Áudio: Rádio AVfm
Texto: Cláudia Dias

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *