Finalmente brilhou a «estrelinha» numa vitória de entrega da AD Ovarense

Por em 14/03/2018

O temporal parecia não querer dar tréguas no Marques da Silva e, tanto a AD Ovarense como a AA Avanca sabiam que, para vencer este encontro de domingo à tarde, teriam de deixar tudo num relvado complicado para a prática de futebol.

À entrada da jornada 23 do Campeonato Safina, os vareiros, último classificados, somavam apenas 10 pontos na competição e procuravam o mais rapidamente ganhar algum terreno aos adversários directos pela manutenção. Já o Avanca era 10º classificado, com 30 pontos, e queria igualmente vencer para subir posições na tabela classificativa.

Depois de muita entrega de parte a parte e de algum fortúnio para os da casa, a Ovarense regressou finalmente às vitórias, na estreia a marcar de Artur Júnior com a camisola alvi-negra. 1-0 seria o resultado final, marcador que por muito pouco não ia sendo alterado ao cair do pano.

Comecemos então pelos 11 iniciais de ambas as equipas…

Artur Marques, de volta ao banco da ovarense após longo castigo, reconhecendo as condições do jogo, fez alguns reajustes e lançou de início um onze composto por Samuel Biscaia na baliza; Pablo, Fábio Pereira, Cocas e David Rocha na defesa; Dayo, João Paulo e Matheus no miolo; e Artur Júnior, Fred e Alemão, mais ao centro, no trio de ataque.

Já Rui Valente, técnico do Avanca, trouxe o trabalho de casa preparado e anteveu também a fisicalidade que o jogo prometia, alinhando de início com João Oliveira na baliza; no eixo defensivo, com Miguel Ângelo, Amaral, Antunes e João Valente; no meio-campo, com Tarola, Castro e Cabilhas; e na frente, com Ibeh Ofufu, Carlitos e o capitão Pesquina como referência no ataque.

Desde cedo, os anfitriões quiseram mostrar que estavam determinados a mudar o rumo dos acontecimentos. Logo aos 8′, através de um pontapé de canto de David Rocha na direita do ataque, Alemão enviou a bola ao poste num cabeceamento que ganhou na antecipação. Ficava feito o primeiro aviso e a primeira grande oportunidade da partida.

Mesmo com o início mais forte dos vareiros, o Avanca não deixou de tentar a sua sorte e, aos 20′, esteve bem perto de inaugurar o marcador, também de uma bola parada. Um livre na direita que levou cruzamento para a área e, após um primeiro desvio de cabeça, apareceu Cabilhas de carrinho a desviar o esférico ao segundo poste e contra o corpo do guardião Samuel Biscaia. Esteve bem o guardião ao dar o «corpo às balas» e a impedir o golo do centro campista.

Numa primeira parte em que a bola, nos lançamentos em desmarcação, escapava facilmente do controlo dos atletas quando embatia no relvado molhado, apenas mais um lance digno de registo iria acontecer antes do descanso.

Aos 32′, Fred e David Rocha enfiaram-se no «bico de agulha» junto da bandeirola de canto esquerda e, com alguma mestria nas triangulações, colocaram a bola nos pés de João Paulo que, após uma simulação e um drible a furar pelo lado esquerdo da área, rematou cruzado para uma boa defesa de João Oliveira. O guardião avancanense esteve atento ao impedir males maiores para a sua baliza.

Terminava a primeira parte com ambos os lados fatigados pelas condições do terreno e do estado do tempo, mas ainda assim convictos que novas oportunidades apareceriam após o descanso.

Ainda mal tinham saído dos balneários e, aos 47′, os visitantes ficaram bem perto do primeiro golo por intermédio de Cabilhas, a meio com os defesas alvi-negros. Após uma bola parada, o médio ficou com o esférico dominado à entrada da área e rematou para um desvio nas pernas opositoras, o que levou o tiro a passar bem rente ao poste esquerdo. Samuel Biscaia, traído pelo desvio, ficou simplesmente a olhar para a bola a passar ao lado do seu poste.

No entanto, os vareiros não saíram afetados com a entrada forte do adversário e, com força de vontade, habilidade e alguma sorte à mistura, chegaram à vantagem no marcador à passagem dos 61′.

A tentativa de saída em posse de bola do Avanca acabou cortada pelo peito de Matheus, sobrando para os pés de João Paulo que, depois de lutar com algumas poças no relvado, conseguiu o passe curto para esquerda onde apareceu Artur Júnior com o remate certeiro. O extremo, com um pequeno toque para o centro, tirou o defesa do caminho e rematou rasteiro e enrolado em direção ao poste direito, com o esférico a entrar caprichosamente nas malhas da rede do outro lado, depois do embate no ferro. João Oliveira bem se esticou, mas pouco pôde fazer para impedir a vantagem dos visitados.

Impulsionados pela vantagem, os ovarenses iriam estar novamente perto do golo, após remate de Alemão no coração da área aos 72′. Na sequência de um canto na esquerda, e depois de alguns ressaltos no meio de várias pernas, a bola sobraria para os pés de Alemão e o avançado rematou contra o corpo de João Oliveira. O guarda-redes do Avanca teve mérito ao ir ao chão para cobrir os ângulos da sua baliza.

Todavia, a grande emoção da partida estaria reservada para lá do tempo regulamentar, já no decorrer do minuto 92′. Da cobrança de um livre bem perto do vértice esquerdo da grande área, a bola acabaria por embater em cheio na trave da baliza da Ovarense e a ficar a 20cms da linha de golo no ressalto. Ainda sobrou, por isso, para tentativas sucessivas de bisar a baliza por parte dos avanquenses e, que por pouco, não tinham sucesso. Houve muita confusão dentro da área com a bola a viajar entre várias pernas e vários corpos antes de ser cortada pela linha lateral esquerda. A AAA esteve muito perto da divisão de pontos neste último lance.

Pouco depois, o apito final soava com a «estrelinha da sorte» por fim a brilhar para o lado alvi-negro e a dar uma saborosa vitória que, ainda assim, premiava a força de vontade dos vareiros durante toda a partida. Com esta vitória, a Ovarense conseguiu ganhar terreno a todos os adversários directos que perderam pontos nesta jornada e saiu do último lugar da tabela classificativa.

Helder Ferreira foi o repórter da Rádio AVfm no local. Ouça as declarações dos técnicos:

  • Declarações AD Ovarense | Artur Marques:

 

  • Declarações AA Avanca | Rui Valente:

 

Na próxima jornada, a AD Ovarense desloca-se ao reduto do SC Bustelo, 6º classificado, que neste fim-de-semana sofreu em casa uma pesada derrota de 4-0 contra o Beira-Mar. Assim, a formação de Artur Marques tem reunidas todas as condições para capitalizar o regresso às vitórias com um novo triunfo no próximo fim-de-semana.

Veja a fotogaleria do encontro:

 


Fotos: António Silva
Texto: Helder Ferreira
Áudio: Jaime Valente


Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

A sua nova rádio de sempre

A passar agora
TITLE
ARTIST