Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Programa da Manhã

08:00 11:00

Atual

Programa da Manhã

08:00 11:00


Sem doentes referenciados, a Unidade de Hospitalização Domiciliária de Ovar suspendeu os serviços

Escrito por em 26/01/2022

Os serviços da Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) do Hospital Dr. Francisco Zagalo de Ovar (HFZ) foram suspensos, face à inexistência de doentes referenciados para acompanhamento.

Numa altura em que tantas vezes se critica a dificuldade existente no acesso a cuidados de saúde, o insólito foi adiantado pela Médica Internista Coordenadora da própria UHD. Em jeito de desabafo nas redes sociais, Cláudia Martins mostra o seu desapontamento por essa valência, que abraçou com profissionalismo, ter sido suspensa, na passada sexta-feira, dia 21.

A Hospitalização Domiciliária é um recurso que permite que doentes identificados, com as devidas condições, possam ter os mesmos tratamentos e cuidados médicos que receberiam numa unidade hospitalar, sem abandonar o conforto das suas casas. Para tal é disponibilizada uma equipa médica e de enfermagem, que se desloca para prestar o apoio necessário.

Na verdade, tais equipas podem ser alargadas, alocando uma maior diversidade de profissionais, integrando assistentes operacionais, serviços farmacêuticos, serviços administrativos, serviço de informática, serviço de equipamentos, assistentes sociais, nutricionistas, funcionários de limpeza, etc.

De acordo com a Drª. Cláudia Martins, o conhecimento da valência no Hospital de Ovar é residual. E afirma que os critérios de referenciação para o internamento domiciliário são, seguramente, do conhecimento dos médicos e enfermeiros das unidades de cuidados primários (centros de saúde) e dos hospitais.

A profissional lamenta mesmo que as estruturas residenciais para pessoas idosas, como os lares, conhecedores da UHD, não aproveitem os seus serviços, sendo poucas as instituições que assinaram algum tipo de protocolo com o Hospital de Ovar.

Sou vareira e “vesti” definitivamente a camisola do Hospital de Ovar há cerca de 1 ano.
Há alguns meses dediquei me à Hospitalização Domiciliária.
Já perdemos o serviço de urgência em Ovar.
Não quero que se perca também a oportunidade de sermos tratados em nossas casas por uma equipa do nosso hospital de Ovar se tivermos critérios de internamento.

escreveu Cláudia Martins

A Internista espera que a divulgação do serviço, a par da correta referenciação de utentes, possa resultar na reativação da UHD, um esforço do Hospital de Ovar em prestar cuidados de saúde em regime de proximidade.

Entretanto, a direção do Hospital Francisco Zagalo já terá confirmado que os serviços da valência foram temporariamente suspensos, prevendo a sua reabertura para março próximo.


Relacionado:


Criada em junho de 2019, a UHD de Ovar assinou, no primeiro ano, apenas dois protocolos de cooperação com instituições, nomeadamente com o Centro Social e Paroquial São Pedro de Maceda e com o Grupo de Ação Social de S. Vicente de Pereira.

Assinatura do protocolo com o Grupo de Ação Social de S. Vicente de Pereira

Mais recentemente, no verão de 2021, no âmbito do 55º. Aniversário do Hospital de Ovar, foi firmado um protocolo de colaboração com o Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV), no âmbito da atividade da UHD, num momento que antecedeu a inauguração do novo espaço dessa valência.

De acordo com Luís Miguel Ferreira, presidente da direção do HFZ, a colaboração permite rentabilizar recursos materiais e humanos, estreitando as relações de trabalho entre as equipas das UHD das duas unidades de saúde públicas.

A Liga dos Amigos do Hospital de Ovar (LAHDO) também esteve ao lado da criação da UHD em Ovar, através de um apoio pecuniário concedido para tornar possível a aquisição da carrinha que a equipa médica tem disponível para se deslocar às residências dos utentes.

[give_form id=”81006″]


Fotos: Direitos Reservados
Texto: Irina Silva

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *