Taça de Portugal: seniores femininas da AD Ovarense superam Fundação Laura Santos

Por em 03/11/2017

Na 1.ª eliminatória da Taça de Portugal Allianz, as seniores femininas da  AD Ovarense deslocaram-se ao Estádio Municipal do Farvão em Gouveia para defrontar a Fundação Laura Santos. As alvinegras venceram por 3-1 e carimbaram a passagem à 2.ª eliminatória.

Antes do jogo as senhoras da AD Ovarense doaram bens essenciais aos bombeiros de Gouveia. Esta cidade do distrito da Guarda foi muito afetada pelos recentes incêndios, que deixaram vestígios de completa destruição. O gesto solidário era, só por si, já uma vitória para as vareiras.

As duas equipas atuam na 2.ª divisão nacional, a AD Ovarense na série C onde ocupa o 2.º lugar enquanto a Fundação Laura Santos joga na série D e apresenta-se no 6.º posto. Apesar de tudo as vareiras detinham um pequeno favoritismo já que na época anterior as duas equipas encontraram-se no campeonato e as vareiras fuzilaram por duas vezes a equipa da Fundação Laura Santos. No Marques da Silva as alvinegras venceram por 6-0 e na Guarda voltaram a golear por 5-0. Mas “taça é taça” e não existem vitórias garantidas antes de entrar em campo.

Paulo Campino, treinador das vareiras, apostou na baliza em Lara Sousa; um quarteto defensivo composto por Ninja, Adriana, Joana Pinho e a capitã Mariana Campino; no miolo Mariana Almeida e Diana Gonçalves numa posição mais defensiva e Betinha numa posição mais avançada onde possuía mais liberdade para atacar; no ataque confiou em Jordão, Rute Silva e Soares.

A equipa da Fundação Laura Santos, orientada por Rodrigo Fonseca, jogou de início na baliza Cátia Caramelo, defesa composta por Flávia Marques, Jéssica Jacinto, Márcia Rebelo e Sara Cardoso, o meio campo foi entregue a Inês Figueiredo, Catarina Garruda e Mónica e o ataque pertenceu a Bia Silva, Sara Ferreira e Rafaela.

A AD Ovarense entrou com vontade de resolver rapidamente a eliminatória e logo aos 2’ Rute Silva fez o primeiro para a equipa de Ovar após um passe exímio de Mariana Almeida.

A equipa de Gouveia não baixou os braços e respondeu aos 8’, Rafaela passou por a capitã Mariana Campino e efetuou um remate que foi parado com segurança por Lara Sousa.

Aos 15’ Mariana Campino realizou uma entrada dura sobre Rafaela e o árbitro mostrou o primeiro cartão amarelo na partida. A atleta vareira poucos minutos depois voltou a entrar de uma forma ríspida e podia ter levado o segundo cartão amarelo mas o árbitro ficou apenas pelo aviso.

Paulo Campino pedia calma às suas atletas e elas responderam da melhor forma, após passe de Diana Gonçalves, Jordão aproveitou o adiantamento da linha defensiva e na cara de Cátia Caramelo a alvinegra fez o segundo para a  AD Ovarense aos 27’. Mas o melhor momento da tarde estava guardado para os 35’. Soares fez um passe para Betinha, que retirou uma atleta do caminho e fez uma assistência sensacional para Jordão que fez o bis na partida e o terceiro para a Ovarense. As vareiras foram para intervalo a vencer a equipa da Fundação por 3-0 e era preciso um verdadeiro naufrágio para não se apurarem para a 2.ª eliminatória.

Na início da segunda parte Paulo Campino fez descansar Mariana Almeida que deu o lugar a Joana Gomes. A equipa vareira ressentiu esta substituição e foi dominada nos primeiros minutos da segunda parte. O golo das jovens de Gouveia acabaria mesmo por acontecer aos 61’, Catarina Garruda rematou colocado na grande área e a bola só parou no fundo das redes, Lara Sousa confiou no golpe de vista, mas a bola seguiu mesmo o caminho da baliza.

A equipa da Fundação Laura Santos entrou com outro espírito na segunda parte e a verdade é que a confiança aumentou após o golo.

Como um azar não vem só, Paulo Campino após ter sofrido o golo foi obrigado a efetuar uma substituição forçada, Betinha, desolada, não aguentou continuar na partida e deu o lugar a Ema Aleixo.

O jogo começou a ficar “quentinho” e o árbitro teve de mostrar alguns cartões amarelos após algumas picardias: na Ovarense Ninja e Ema foram as advertidas enquanto na Fundação Laura Santos Catarina Garruda e Sara Cardoso foram as notificadas.

A Ovarense venceu e selou o apuramento para a 2.ª eliminatória num jogo que teve duas partes distintas: uma primeira parte de claro domínio vareiro enquanto na segunda parte a turma da Fundação Laura Santos aproveitou a forma sonolenta com que a equipa alvinegra reentrou na partida.

Joel Magina foi o repórter da AVfm no local. Ouça as entrevistas aos técnicos:

Paulo Campino – Treinador da AD Ovarense

Delegado da Fundação  Laura Santos

Mas nem tudo está perdido para a equipa de Gouveia. A Fundação Laura Santos pode ser repescada e fazer companhia à Ovarense na 2.ª eliminatória.

No próximo domingo a equipa vareira recebe o Viseu 2001, em jogo da 4.ª jornada da 2.ª divisão nacional da série C.

 


Foto: Rafael Granja
Texto: Joel Magina

Opinião dos leitores

Deixa um comentário

O teu e-mail não será divulgado. Obrigatório*


AVfm

Rádio global de âmbito local

A passar agora
TITLE
ARTIST