Faixa Atual

Título

Artista

Atual

Noticiário

16:00 16:05

Atual

Noticiário

16:00 16:05


Castanhas, vinho e o líder S. Vicente a não facilitar

Escrito por em 12/11/2018

Já diz o ditado que «se o Inverno não erra caminho, temo-lo pelo São Martinho.»

Por isso, em dia de castanhas e vinho, a tarde de bola foi abençoada pela ausência do famigerado Verão de 11 de Novembro e nem a capa do santo salvaria os aventureiros que se lançaram às quatro linhas para uma autêntica molha.

Homens de barba rija de um domingo à tarde nos campos de Aveiro, entre os quais os jogadores da ARC S. Vicente Pereira. A turma vareira visitou o concelho de Santa Maria da Feira e, na partida contra o Mosteirô FC a contar para a 9ª jornada do campeonato, mostrou dotes de líder da 1ª Divisão Distrital e venceu por 3-0.

O alagado relvado do Campo de Santo André lá se aguentou como pôde. Certo é que algumas zonas estavam mais propícias à natação do que ao futebol e o esférico, preso pelos lençóis de água, andava pelo terreno com a dificuldade que teria se o tivessem inventado quadrado.

Por esse motivo, a filosofia agradável que é apanágio dos homens de Adriano Machado foi obrigada a mudar. A metamorfose para um estilo mais direto e musculado não saiu perfeita nos primeiros ensaios. Mas a partir do momento em que se gritou golo pela primeira vez, todo o peso das peculiares características do jogo saiu dos ombros dos atletas visitantes e o Martinho lá foi rapaz de fazer as pazes com o Vicente – afinal, têm a mesma profissão, são ambos sagrados.

Para abrir a caixa de pandora foi necessário apelar ao oportunismo de Litos. Corria o minuto 40 quando o médio, na confusão de um pontapé de canto, lá desviou para o primeiro silvo de festa dos vicentinos.

Mas o melhor da tarde estava reservado para o começo do segundo tempo. Altura em que Diogo Sousa decidiu abrir o livro e candidatar-se a Puskás com um tiraço de longe e um daqueles golos de levantar um estádio… ou, como neste caso, levantar meia dúzia de abrigados sob um coberto apetrechado de umas belas cadeiras de plástico e uns curiosos de guarda-chuva em riste.

Descansado da vida com a vantagem mais gorda, o S. Vicente Pereira podia ter enchido o saco e levado para o Dr. Olivera Santos mais uma daquelas goleadas que tão bem sabe construir. No entanto, apenas por mais vez a bola beijou a rede e foi Gabriel quem ficou com os louros do 3-0.

Domado (e prematuramente conformado!), o Mosteirô não foi conjunto para ameaçar junto da baliza de Paulinho. O guardião do S. Vicente deverá ter andando perto de uma valente constipação tal foi a ausência de trabalho que teve durante mais de 90 minutos.

Nem Alemão, um velho conhecido dos adeptos de Ovar, foi capaz de acrescentar algo à partida. O dianteiro entrou no decorrer da segunda parte para dinamizar o ataque do Mosteirô, mas saiu de campo com um único remate e até esse sem pontaria.

Tudo somado, nem o apoiante mais acérrimo dos da casa pode contestar a tarde triunfal do S. Vicente Pereira. A equipa deu mais uma prova de resiliência, não cedendo à tentação de tirar o pé do acelerador quando o cenário ficou favorável e voltou a merecer nota de mérito a nível coletivo e individual.

No rescaldo, os homens do leme de parte a parte também revelaram sintonia. Tanto Aurélio Fonseca como Adriano Machado concordaram com a justiça do placard. Só faltou mesmo, que se saiba, partilharem um cartucho de castanhas quentinhas no final do jogo – talvez numa próxima chance.

Ouça a resposta dos técnicos às perguntas de Pedro Silva, repórter da Rádio AVfm:

  • Declarações ARC S. Vicente Pereira | Adriano Machado:

 

  • Declarações FC Mosteirô | Aurélio Fonseca:

 

FICHA DE JOGO | Mosteirô FC x ARC S. Vicente Pereira | 1ª Divisão AF Aveiro – 9ª jornada

Mosteirô FC: Correira, Talheiro, Luís Barbosa, Bernardo Resende, Jorge Neves, Dani Pereira (c), Diogo Valente, Zé Pedro, Tavares, Daniel Dbouk, João Marques
Jogaram ainda: Serginho, Alex, Alemão, Coutinho
Suplentes não utilizados: Bruno, Zidane, Vasco Pinho
Treinador: Aurélio Fonseca

ARC S. Vicente Pereira: Paulinho, Rodrigo Cabral, Manu (c), Pikas, Gabriel, Litos, Tó Frangolho, Fred, Diogo Sousa, Nélson Amaral, Óscar Gomes
Jogaram ainda: André Meireles, Fábio Pacheco, Joel Barbosa, Paivinha
Suplentes não utilizados: Cláudio Aguiar, João Bastos, Renato Oliveira
Treinador: Adriano Machado

Resultado final: 0-3
Resultado ao intervalo: 0-1
Marcadores: Litos (40′), Diogo Sousa (47′), Gabriel (78′)

MVP Rádio AVfm: Diogo Sousa (ARC S. Vicente Pereira)
Se foi uma surpresa no onze escalado para a partida, rapidamente se percebeu que seria uma aposta ganha por parte de Adriano Machado. Diogo Sousa, embora não tenha as ideais características físicas para o jogo que disputou, foi um dos mais rápidos a adaptar-se ao terreno pesado e empapado. O golaço que marcou aos 47′ terá sido a cereja no topo de um uma exbição inteligente e muito prática do camisola 10 do S. Vicente Pereira.

 


 

Fotos: Pedro Silva 
Texto: Pedro Silva
Áudio: Jaime Valente

 


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *